05/04/2013

Bom Jesus da Aldeia

RONDINHA – PR
Rodovia do Café – BR
277, Km 112 –  Rondinha
CEP. 83607-000
Caixa Postal 777 – CEP.  83607-700
Tel. (41) 2105-4690
Fax (41) 3555-1269

Arquidiocese de Curitiba

A FRATERNIDADE
Frei João Mannes, definidor, guardião, professor e coordenador Frente da Frente de Educação
Frei Mário José Knapik, vigário casa, a serviço da Educação, animador do SAV local e ecônomo
Frei Claudino Gilz, professor e a serviço Educação
Frei Gabriel Vargas Dias Alves, a serviço da Educação
Frei Jairo Ferrandin, professor e a serviço Educação
Frei José Henrique Rosa, a serviço da Educação

MissãoAssumir a tarefa do convívio fraterno, segundo o projeto de Francisco de Assis, servindo aos que nos são confiados, através do trabalho na educação, pesquisa e publicações científicas.

História

1980 / 1981 / 1982 – Nasce o Bom Jesus Aldeia
A década de 80 começa com a criação do Bom Jesus Aldeia em Campo Largo, região metropolitana de Curitiba, uma escola onde os alunos aprendem a ver o mundo de uma maneira totalmente nova. A unidade está situada em uma área verde de 100 hectares e seu conceito pedagógico mantém o aluno em interação permanente com a natureza. O Bom Jesus Aldeia possui espaços dedicados a projetos de pesquisa, como a Fazendinha Pedagógica, o Centro de Pesquisa e os laboratórios. Esses recursos permitem o desenvolvimento do aluno de maneira integral e uma maior proximidade com o meio ambiente e a sociedade. O funcionamento efetivo do Bom Jesus Aldeia deu-se em 1982, com classes do Jardim de Infância e 1ª série do Curso Fundamental.

1983 – Surge, na Aldeia, a Escola Especial Bom Jesus
Criada para atender crianças e jovens portadores de necessidades especiais de forma integral, surge a Escola Especial, que ocupa hoje uma área de 2.000 m2 e estrutura seu trabalho numa programação didático-pedagógica, aliada ao atendimento terapêutico. Prevê o desenvolvimento do aluno em áreas como português, matemática, estudos sociais e ciências, da mesma forma que observa o desenvolvimento motor, social, emocional e de linguagem. Além disso, o currículo é complementado pela participação em oficinas de minhocultura, horticultura e jardinagem, marcenaria, artesanato, entre outras atividades.