Vida CristãFrei AlmirO Sabor da Palavra › 03/04/2018

Meu Pai e vosso Pai

Oitava da Páscoa

03Jo 20,11-18

“Subo para meu Pai e vosso Pai, Meu Deus e vosso Deus”. (S. João 17,18)

Este evangelho da oitava da Páscoa apresenta-nos Jesus e Maria Madalena, uma discípula que acompanhou o itinerário do mestre.

A discípula não entendeu quando o mestre dizia que teria de sofrer e morrer em uma cruz, mas que no terceiro dia haveria de ressuscitar para assim entrar em sua glória e atrair todas as coisas para si e fazer do mundo uma nova criação. Por não entender, ela vai ao sepulcro e, para sua surpresa, não encontra o corpo de Jesus. Por essa razão, ela se põe em prantos, porém aquele que se ergueu do sepulcro a chamou e só assim ela conseguiu compreender tudo e ouviu do Mestre: “Subo para o meu Pai que também é vosso Pai, Meu Deus e vosso Deus” (Jo 20,18b).

Jesus vive. No entanto, o cristão já não deve chorar como Maria de Madalena, pois temos um Senhor vivo no Céu que provou a nossa humanidade.

O evangelho exorta-nos a perceber esta bela notícia, a realização feita a nossos pais, a nova vida que se realizou com a Ressurreição de Cristo. As paredes do sepulcro não foram suficientes para detê-lo, muito menos as portas do inferno, por isso nos alegremos porque Ele está vivo… Aleluia!

Reflexão feita pelos noviços