Cultura franciscanaIconografia Franciscana

Pennacchi e as “cenas da vida de São Francisco”

Pintor italiano

Fúlvio Pennacchi nasceu em 1905 em Villa Collemandina, cidade italiana na região de Garfagnana, um dos sítios ocupados pelos pracinhas brasileiros durante a 2ª Guerra Mundial. Faleceu em São Paulo, no ano de 1992. Estudou em Florença e diplomou-se em pintura pela “Academia Real de pintura de Lucca”.

Em julho de 1929 chegou ao Brasil, estabelecendo-se em São Paulo. Em 1930/35 criou os trabalhos a óleo “Cenas da Vida de São Francisco” e a série das “Obras de Caridade Corporais e Espirituais”.

Em 1935, realizou suas primeiras exposições no Brasil. Daí em diante, executou vários trabalhos, entre murais, afrescos, ilustrações e trabalhos a óleo, lidando com cerâmica apenas em 1952. Em 1951 participou da I Bienal de São Paulo.

Com toda a justiça, mestre Pennacchi é lembrado como um dos principais nomes da História da Arte no Brasil. Ele viveu neste país 63 de seus 87 anos. São também amplamente comentados: seu domínio de diversas técnicas, sua participação no grupo renovador da pintura paulista e brasileira etc.

Tematicamente, a obra de Pennacchi divide-se entre temas sacros, que pinta com grande rigor na marcação das figuras, e cenas e pessoas do povo, que trabalha com maior liberdade. Pennacchi construiu obras de imensa riqueza poéticas, de uma singeleza raras vezes observada.

CRONOLOGIA
1905 - Nasce em Toscana, Itália.
1927 - Diploma-se pela Academia Real de Pintura de Lucca.
1929 - Chega ao Brasil, estabelecendo-se em São Paulo.
1935 - Mostra coletiva no Palácio das Arcadas.
Salão Paulista de Belas Artes.
1937 - Grande medalha de prata no Salão Nacional de Belas Artes.
1945 - Individual Galeria Muller, Buenos Aires.
Casa-se com N.D. Filomena Maria Dall’Aste Brandolini Mararazzo.
1952 - Medalha de Ouro no Salão Paulista de Arte Moderna.
1967 - Exposição “O Grupo Sta. Helena – 30 anos depois”.
1970 - Exposição “Artistas Ingênuos Brasileiros”, Estoril, Portugal.
1973 - Filme documentário sobre sua vida e obra – Secretaria de Turismo de SP.

Grande retrospectiva no MASP.
Lançamento do livro “Pennacchi – 40 anos de pintura”.
Exposição individual, organizada pelo Consulado Geral da Itália.
Mostra de trabalhos em Milão, organizada pelo Itamarati.
Medalha de Ouro da Cidade de Lucca, Itália.
Exposição “Panorama da Arte Atual Brasileira, Pintura 1973″, no MAM, SP.
1975 – Recebe do Sr. Presidente da República Italiana, a Ordem “Al Merito Della República Italiana” com o grau de Comendador.
Exposição no Museu da Imagem e do Som – SP, com outros pintores do Grupo Sta. Helena.
1976 – Participa da exposição “Panorama da Arte Atual Brasileira, Pintura 1976″ no Museu de Arte.
1979 – Recebe a “Medalha Mário de Andrade”, do governo do estado de SP.
1980 – Lançamento do livro “Pennacchi”, MASP.
1986 – Mostra Delle Opere di “Fulvio Pennacchi”. Sala ex-Archivio Provinciale, Castelnuovo, Itália.

Veja imagens