O CarismaNotícias › 08/06/2018

“Que a verdade seja sempre Jesus, o Cristo em nossas vidas”

trezena_070618

Frei Augusto Luiz Gabriel

São Paulo (SP) – No sétimo dia da Trezena de Santo Antônio, no histórico Convento e Santuário São Francisco em São Paulo, a Igreja novamente ficou repleta de fiéis e devotos do santo franciscano mais popular do mundo. Nesta quinta-feira (7/6), às 15 horas, Frei Mário Tagliari presidiu a Celebração Eucarística, Frei José Lorenz Führ, que acabara de chegar da missão Tiriyó, no interior do Pará, concelebrou. Frei Marx Rodrigues dos Reis serviu o altar exercendo o ministério do diaconato.

Logo no início, Frei Mário deu o tom da Celebração, falando sobre o tema escolhido para o dia: “Santo Antônio, o Santo da Verdade”: “Que a verdade seja sempre Jesus, o Cristo em nossas vidas. Por isso, nos deixemos acolher e abraçar pela verdade que é próprio Deus, traçando sobre nós o sinal da Cruz”, pediu o frade.

trezena_070618_1“Cantamos na oração atribuída a São Francisco, ‘onde houver erros que eu leve a verdade’, e Santo Antônio, em um dos seus sermões, diz que ‘a verdade convence e a nossa linguagem é penetrante quando é nosso agir que fala’. Pelas vezes que nosso agir não fala da verdade que é Jesus, da verdade que é Deus e que é a nossa opção de seguidores e discípulos de Jesus, peçamos perdão”, rezou Frei Mário no ato penitencial.

Na homilia, o pregador começou perguntando: “Quem é a nossa verdade? Quantas vezes deixamos de ser verdadeiros? Ao agir assim, qual o meu parâmetro para verdade? É o que eu acho? Cada um tem uma verdade diante de Deus. Mas será que a verdade daquilo que eu realmente sou é a que eu passo às pessoas com quem convivo? Santo Antônio já dizia, e novamente irei repetir aqui: ‘A verdade convence e a nossa linguagem é penetrante quando é nosso agir que fala’. Corremos o risco de falar algumas coisas que não têm nada a ver com o nosso agir, e assim começam nossos pecados”, disse o pregador.

“Na 1ª Leitura da Carta de São Paulo, vemos o apóstolo já algemado e sabendo que seu fim estava próximo. Então, ele escreve uma carta para Timóteo e diz que suporta qualquer coisa para alcançar a salvação que esta em Cristo. Isto é a verdade suprema que todos nós deveríamos buscar. E São Paulo ainda diz: ‘Merece fé esta Palavra, se com ele morremos e com ele viveremos’. Assim se dispôs Santo Antônio a morrer pela verdade, pela palavra. Quem coloca como fundamento de vida o próprio Cristo viverá e morrerá com Ele”, explicou Frei Mário.

E citando São Paulo, Frei Mário ressaltou: ‘Se lhe formos infiéis, Ele permanecerá fiel a nós’. “Eu não gosto quando nas confissões a pessoa diz que pecou e Deus está muito ofendido com ela. Está ofendido nada! Nós podemos ofender a Deus? Eu acredito que não. Senão ele deixa de ser Deus. Ele é amor, dedicação, ternura, compaixão é solidariedade por nós. Ele sabe, sim, aquilo que somos – imagem e semelhança de Deus – porque deixamos de ser parecidos com aquilo que deveríamos ser. Isso pregava Santo Antônio. Pregava o Evangelho e convidava as pessoas a serem coerentes com esse Evangelho. Ontem refletimos que ele falava com tanta veemência a verdade, denunciava a injustiça, proclamava o Evangelho mas de forma simples e humilde, caridosa, perdoando, ajudando os pobres”, relembrou o pregador.

SANTO NÃO É AQUELE QUE NÃO PECA

E continuou dizendo: “Empenha-te em apresentar-te diante de Deus como homem digno de aprovação, como operário que não tem de que se envergonhar, mas expõe corretamente a palavra da verdade. Parece que a leitura de hoje foi escolhida para o tema do dia da Trezena, mas não foi. São Paulo diz para cada um de nós”, afirmou.

trezena_070618_4

“É claro, somos pecadores. São Paulo mesmo diz “faço o bem que quero, faço o mal que não quero”. Diz São Francisco para os frades: ‘Tira a graça de Deus do seu confrade e só sobram seus vícios e pecados’, aquilo que somos humanamente. Mas ter consciência de nossas fraquezas e de nossas limitações já é nos colocar no caminho da verdade. Santo não é aquele que não peca. Pelo contrário, a Igreja nos apresenta pessoas humanas que mais do que tudo, publicamente, se apresentaram como grandes pecadores. Assim fez Santo Antônio, assim fez São Francisco, assim faz o nosso querido Papa Francisco, que logo que ficou Papa deixou os cardeais mais tradicionalistas de cabelo em pé, quando disse para as crianças que o Papa peca. O Papa peca! Isso mesmo, o Papa é humano. Quem sabe o maior pecado é não reconhecermos o nosso pecado, não percebermos o mal que fazemos, quando nos deixamos conduzir pela própria vontade, e não pela verdade, que deve ser Jesus”, ensinou o pregador.

Citando o Evangelho de São João (6:14), Frei Mário falou sobre a conhecida frase de Jesus: ‘Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida’. “Jesus foi a verdade anunciada, pregada com veemência, com clareza, a toda voz. Por isso Santo Antônio foi chamado de “Trombeta do Evangelho”, destacou.

ANUNCIAR A VERDADE DO EVANGELHO

Segundo o frade, o Papa Francisco na Encíclica Evangelii Gaudium nos convida a anunciar o Evangelho com alegria. “Anunciar o Evangelho não é ficar ‘botando’ medo nas cabeças das pessoas. ‘Deus está vendo’, ‘você vai para o inferno’, ‘você está fazendo errado!’ Este não é o Deus anunciado por Jesus. Santo Antônio e Jesus anunciam um Deus que é pai, que é misericordioso. Que mesmo que a gente peque muito, ele está sempre olhando com carinho para nós e dando chance para recomeçarmos nossa vida. São Francisco já estava no leito de morte quando disse: ‘Irmãos, comecemos tudo de novo porque até agora pouco ou nada fizemos!’, mencionou.

trezena_070618_3Para o pregador, quem age assim se coloca no caminho de aceitar na própria vida a grande verdade que é Jesus Cristo. “Esse Jesus no Evangelho fala de uma forma tão bonita para nós. Nesses dias, no Evangelho, ouvimos os fariseus e saduceus tentando pegar Jesus em alguma coisa, para ver se tinha algo em que pudessem condená-lo e matá-lo. Hoje, um mestre da lei, aproximou-se de Jesus e perguntou-lhe: “Qual é o primeiro de todos os mandamentos? Jesus diz assim. ‘O primeiro é este: Ouve, ó Israel’. O Senhor nosso Deus é o único Senhor. ‘Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e com toda a tua força’! O segundo mandamento é: ‘Amarás teu próximo como a ti mesmo’! Não existe outro mandamento maior do que estes”, explicou o celebrante.

“Repito a pergunta que fiz no começo: Quem é nossa verdade? É Deus no seu amor? É Jesus que se revela como Deus humanizado e nos convida assim a vivermos essa filiação divina, a sermos filhos do Pai no Espírito Santo, a sermos irmãos, fraternidade e comunidade de amor”, acentuou.

Já no final de sua homilia, Frei Mário recordou que o Papa Francisco, na Audiência Geral de quarta-feira (6/6), falou sobre o crisma, dizendo: ‘A paz que recebemos do Espírito Santo é para dar aos outros. Não é uma paz para guardar para si. Não”!. Ele também disse o seguinte: ‘Devemos ser homens e mulheres de paz e não destruir a paz do Espírito. Pobre do Espírito Santo com o trabalho que ele tem conosco, com o hábito de fofocar. Pensem bem, a fofoca não é obra do Espírito Santo, não é obra de unidade da Igreja. A fofoca destrói aquilo que Deus faz. Por favor, vamos parar de fofocar!’ “Então, voltando para o nosso tema: Vamos ser homens e mulheres da verdade e que essa verdade seja o Evangelho, como foi para São Francisco de Assis, como foi de modo admirável para Santo Antônio. Que o convite de amor a Deus e ao próximo seja a nossa verdade. Amar a Deus e a si mesmo resume toda a lei e os profetas. Então, que esta seja nossa verdade. Que este seja o nosso norte, a nossa bússola”, desejou o pregador.

E concluiu com uma oração: “Ó Santo Antônio, homem feito sabedoria, que através de seus ensinamentos foste uma luz para a Igreja. Ilumina nosso caminho com a verdade do Evangelho e ensina nossa sociedade a distinguir o bem do mal, para que jamais nos deixemos nos envolver pelas trevas do erro e da mentira. Amém!

Neste dia 8 de junho, 8º dia da Trezena o tema será: “Santo Antônio e o Pão do amor”. Frei Diego Atalino de Melo presidirá a Celebração Eucarística das 15 horas e será também o pregador.

VEJA MAIS IMAGENS