Vida Cristã - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

O Mês da Bíblia

30/06/2012

biblia

Frei Luiz Iakovacz

Em 1971, as paróquias de Belo Horizonte (MG) uniram-se, com um único objetivo: durante o mês de setembro todos incentivariam o estudo bíblico, com a  participação do maior número de famílias possível. Para tanto, o Serviço de Animação Bíblica (SAB) assumiu a elaboração de um roteiro simples e acessível.

 Após esta experiência, o próprio povo insistiu para que se continuasse nos anos seguintes. Vendo os bons frutos que isso poderia trazer para a Igreja no Brasil, a CNBB, em 1985, instituiu “Setembro, Mês da Bíblia”.

Por que o mês de setembro?

 Porque, no dia 30, celebramos a festa da São Jerônimo (340-421 d.C.), conhecido como um “apaixonado pela Palavra de Deus”.

Dotado de extraordinária inteligência e gosto pelo estudo, deixou seu país, no Oriente, e dirigiu-se a Roma onde conheceu o cristianismo e foi batizado. Ordenado sacerdote, sentiu-se atraído pela Bíblia, dedicou-se ao estudo do hebraico e grego para melhor entender os textos sagrados nos idiomas em que foram escritos.

 Notando o ardor deste jovem, o Papa Dâmaso o convidou para que traduzisse a Bíblia, dos textos originais para o latim, pois as traduções existentes eram “imperfeitas e diversificadas”.  Jerônimo aceitou o pedido e intensificou os estudos, consultando exegetas e visitando os lugares onde Jesus viveu e pregou, a Palestina. Inclusive, por vários anos, ficou recolhido nas grutas de Belém, onde ultimou a tradução. Escreveu, também, inúmeros comentários sobre textos difíceis que a própria Bíblia admite existir dentro dela mesma.

É preciso, então, que alguém a explique, como fez o diácono Felipe no encontro que teve com o etíope (cf. At 8,26-40); ou, também, o cuidado que devemos ter para não deturparmos a Palavra: veja o que São Pedro escreve sobre alguns escritos do apóstolo Paulo: cf. 2Pd 3,14-18.

O conjunto deste imenso trabalho recebeu o nome de “Vulgata”. A Igreja Católica adotou esta tradução como oficial em suas celebrações e estudos.

 É por isso que celebramos o mês da Bíblia em setembro. Hoje, continuando a oportuna iniciativa de Belo Horizonte, as paróquias promovem uma conscientização sobre a importância da Bíblia na vida pessoal e comunitária. A cada ano nos é proposto o estudo de um livro bíblico, cujo material continua sendo elaborado pelo SAB.

Neste ano, refletiremos sobre o Evangelho de Lucas. Através dele, podemos fortalecer nossa fé e a da comunidade. São Jerônimo nos deixou este lapidar ensinamento: “Ignorara as Escrituras é ignorar a Cristo”.

Para uma vivência ainda maior deste mês, a Liturgia nos enriquece com os textos bíblicos da Exaltação da Santa Cruz (14), Nossa Senhora das Dores (15), São Mateus (21), Arcanjos Miguel, Rafael e Gabriel (29).

As datas comemorativas também fazem parte da liturgia: Semana da Pátria (01 a 07), com o Grito dos Excluídos e o abaixo-assinado do “Projeto de Lei de Iniciativa Popular sobre a Reforma Política”; Semana do Trânsito (18 a 25); início da Primavera (22); Dia da Bíblia (29); Dia da Secretária (30).

Assim como a primavera faz a natureza renascer, que a nossa fé seja reavivada pela Bíblia, pois ela é “útil para ensinar, para refutar, para corrigir e para educar na justiça” (2 Tm 3,16).

Free Download WordPress Themes
Premium WordPress Themes Download
Download WordPress Themes
Download WordPress Themes Free
online free course
download redmi firmware
Download Premium WordPress Themes Free
free online course

Conteúdo Relacionado