Notícias - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

Francisco e a mística das virtudes cavaleirescas

04/11/2018

Notícias

alverne_031118

Balneário Camboriú (SC) – O segundo dia (03/11) do Encontro “Alverne”, formação franciscana para os jovens da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, começou cedo na beira da praia. Os participantes tiveram a graça de começar o dia rezando diante dos privilégios naturais de Balneário Camboriú (SC), cidade anfitriã do evento. Aos louvores do “Cântico das Criaturas”, os jovens oportunizaram instantes de meditação, espiritualidade e preces nas areias praianas da cidade litorânea. Sem dúvida, um momento rico de mística franciscana, capaz de emocionar os participantes e todos os moradores que por ali passavam.

Para Viviane e Maximino Duarte, de Concórdia (SC), o momento espiritual matinal, foi rico em beleza e reverência. “Sentimos em nosso coração uma diversidade de sons e alegria e percebemos também que estes sentimentos são encontrados no coração de cada um intimamente, basta parar para ouvir. Deus se mostrou presente em cada grão de areia que nossos pés tocaram. O sopro daquele vento vindo do mar, que nosso rosto tocou, foi o próprio Deus nos acariciando e dizendo o quanto Ele nos ama”, ressaltou o casal.

alverne_031118_1

Seguindo o som e a batida da banda local “Paz e Bem”, composta por jovens de Balneário, os participantes já no salão da Paróquia Santa Inês, deram continuidade aos momentos de animação, partilha e alegria, recebendo novamente o formador e palestrante convidado, Frei Vitório Mazzuco.

No período da manhã, as reflexões foram acerca das virtudes tipicamente franciscanas, a saber: discipulado, generosidade, gratuidade, minoridade, humildade, simplicidade, esperança e temperança. Após o almoço, preparado pelos membros da Ordem Franciscana Secular (OFS) da Paróquia, Frei Vitorio apresentou as virtudes cortês-cavaleirescas, próprias da realidade cultural da época de São Francisco de Assis, que tanto atraía e fascinava os jovens medievais. Segundo o frade, a influência de tais virtudes na vida missionária de Francisco e no seu jeito todo próprio de evangelizar fizeram toda a diferença.

“Para buscar compreender e viver a inspiração franciscana é preciso ter bem claro a época medieval. Ao viver intensamente o seu momento, Francisco o transforma de história em história espiritual. Este pobre de Assis, porque viveu bem o particular de sua época tornou-se universal”, ensinou Frei Vitorio.

alverne_031118_2

Guiados por esta reflexão e espiritualidade, cada jovem teve a oportunidade de confeccionar sua vestimenta caveleiresca, trazendo a mente seus valores e virtudes. Ao final, revestidos deste novo traje, os participantes realizaram, sob a presidência do Frei Vitório, a celebração de investidura caveleiresca aos moldes do período medieval.

A jovem Pâmela Chiapetti, de Campo Largo (PR), participa pela primeira vez do Alverne, e destaca que se sente ainda mais confiante que esta trilhando o caminho certo. “Fomos à Idade Média para aprender como as virtudes franciscanas confundem-se nas virtudes da cavalaria, pois um cavaleiro é um servidor que prepara a ação de um grande senhor. Essa formação teve grande importância para clarear nossos valores e entender ainda mais a vida e pensamentos de São Francisco. E hoje, tomados pela investidura das nossas virtudes somos chamados a propagar os aprendizados através do nosso cuidado, para nos colocarmos no serviço leal ao outro”, revela.

No encerramento do dia, o “Alverne” foi agraciado por dois momentos marcantes: o teatro intitulado “A Dama Pobreza”, preparado e encenado pelos jovens da cidade de Balneário Camboriú e a Adoração ao Santíssimo, realizados na Paróquia Santa Inês. Destacando-se como momentos de profunda espiritualidade e graça, coroando toda vivência e aprofundamento partilhados ao longo do dia. O encontro do Alverne vai até neste domingo, 04 de novembro.

Equipe de Comunicação do Encontro, especial para este site