Notícias - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

Surgem as primeiras tensões no Sínodo

15/10/2015

Notícias

FREI ANTÔNIO MOSER

A mídia deu grandes destaques para tensões que estariam se colocando no Sínodo. Assim se noticiou que haveria uma carta escrita por doze cardeais dirigida ao Papa e manifestando suas apreensões que diriam respeito à admissão de recasados aos sacramentos da penitencia e da eucaristia. Essa informação não teve a mínima repercussão entre os sinodais e várias personalidades que teriam assinado a carta desmentiram o fato. Nessa altura o que se pode afirmar como verdadeiro é a existência de uma discreta tensão que se manifesta através de algumas intervenções nos plenários. Entretanto, é preciso deixar claro que são intervenções sem qualquer agressividade.

A verdade é que os três grandes problemas focados na mídia, ou seja, comunhão para recasados, acolhida dos homoafetivos e planejamento familiar foram apenas ventilados. Dentre estes o que ocupou mais espaço nas falas foi a questão dos recasados. No tocante aos homoafetivos e ao planejamento familiar até agora houve poucas alusões nos plenários. E essas alusões diziam mais respeito à ideologia do gênero e a métodos mecânicos de transmissão da vida. Claro que no meio do Sínodo, ainda é cedo para se tirar qualquer conclusão tocante ao texto final, que será lido e votado em plenário.

Uma coisa é certa: os diferentes acentos que vão emergindo não estão afetando o clima de companheirismo entre os sinodais. Não se percebe presença de grupos fechados, pelo contrário o que se vê é uma espécie de grande confraternização de pessoas com ideias diferentes, mas que estão na busca de uma mesma luz.