Notícias - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

“Economia de Francisco” adiado para novembro

02/03/2020

Papa Francisco

Cidade do Vaticano – O comitê organizador da “Economia de Francisco” informou na noite deste domingo, 01, que o evento desejado pelo Papa Francisco, previsto para os dias 26, 27 e 28 de março na cidade de Assis, foi transferido para o mês de novembro.

Segundo a carta enviada aos jovens, para incentivar o melhor desempenho da iniciativa, dada a dificuldade objetiva que tantos jovens têm no momento para viajar devido à disseminação do coronavírus Covid-19, o Comitê Organizador decidiu adiar o evento e fixou para o dia 21 de novembro de 2020 a nova data do seu encontro com os jovens em Assis, precedido pelos já previstos dias de aprofundamento. Ou seja, o evento acontece de 19 a 21 de novembro de 2020, sendo precedido pelo pré-evento, de 17 a 18 de novembro de 2020.

O Comitê informou que as reservas já feitas através dos operadores turísticos que trabalham com o Comitê se mantêm e são automaticamente adiadas:  – para jovens inscritos no pré-evento: da noite de 16 a 21 de novembro de 2020; e
– para jovens inscritos no evento: da noite de 18 a 21 de novembro de 2020, nas mesmas condições estabelecidas para o evento de março.

“Já estávamos todos na intensa fase final dos preparativos para o evento. Temos que desacelerar agora e ‘andar’ mais alguns meses antes de nos encontrarmos em Assis, mas fazemos isso com
ainda mais alegria, motivação e, acima de tudo, juntos com vocês. A economia de Francesco já é um processo que começou”, motiva o comunicado, adiantando que no dia 28 de março, do Salão Papal do Sacro Convento de Assis, haverá uma conferência via web com os jovens dos países participantes, para dar continuidade à jornada com um entusiasmo ainda maior.

Os objetivos do encontro

Na carta-convite dirigida a jovens economistas, empreendedores e empresários do mundo inteiro, divulgada em 11 de maio do ano passado, o Papa Francisco explica que Assis é o lugar apropriado para inspirar uma nova economia, pois foi ali que Francisco se espojou de todo mundanismo para escolher Deus como bússola da sua vida, tornando-se pobre com os pobres e irmão de todos. Sua decisão de abraçar a pobreza também deu origem a uma visão econômica que permanece atual.

O Papa Francisco convida a Assis os jovens empreendedores, economistas, para fazer um pacto, no espírito de São Francisco, a fim de que a economia de hoje e de amanhã seja mais justa, fraterna, sustentável e com um novo protagonismo de quem hoje é excluído.

Neste pacto, a construção de novos caminhos buscando a solução dos problemas estruturais da economia mundial. Para isso, é preciso questionar as “leis” econômicas que produzem desigualdade e exclusão, compreender que elas são fruto de decisões políticas e que, portanto, podem ser questionadas e transformadas.

Trata-se de construir uma nova economia à medida do homem e para o homem. Em síntese, o objetivo do Santo Padre é que tenhamos no mundo uma economia socialmente justa, economicamente viável, ambientalmente sustentável e eticamente responsável.


Fonte: Vatican News