Vida Cristã - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

Um certo Nicodemos procura Jesus à noite

04/05/2016

nicodmeus_g

Mês após mês procuramos vivenciar a espiritualidade da primeira-sexta-feira que significa contemplar as grandezas do Coração de Jesus. Nas últimas primeiras sextas-feiras temos refletido sobre encontros do Senhor com personagens e que são relatados nas páginas dos evangelhos. Nesses encontros, revela-se a profundidade do Coração do Redentor. Hoje queremos refletir sobre o encontro de Jesus com Nicodemos. Quem quer ingressar no mundo de Jesus precisa nascer do alto. A carne é carne. O Espírito é espírito.

Texto evangélico

Antes de ler a reflexão o leitor haverá de ler calmamente João 3, 1-21 (texto ao lado)

Reflexão

Estamos diante do belo encontro de Jesus com Nicodemos. O quarto evangelista procura traçar o perfil de Nicodemos. Era um fariseu importante. Encontrou-se com Jesus à noite. Seria receio de ser criticado pelos seus colegas da seita dos fariseus por ter se interessado por Jesus? Aproxima-se de Jesus desejoso de saber como ingressar nesse mundo novo de que falava o Mestre, nesse Reino. “Rabi, sabemos que vieste como Mestre da parte de Deus, pois ninguém pode fazer os sinais que fazes, se Deus não estiver com ele”.

João 3, 1-21

* 1 Entre os fariseus havia um homem chamado Nicodemos. Era um judeu importante. 2 Ele foi encontrar-se de noite com Jesus, e disse: «Rabi, sabemos que tu és um Mestre vindo da parte de Deus. Realmente, ninguém pode realizar os sinais que tu fazes, se Deus não está com ele.» 3 Jesus respondeu: «Eu garanto a você: se alguém não nasce do alto, não poderá ver o Reino de Deus.»
4 Nicodemos disse: «Como é que um homem pode nascer de novo, se já é velho? Poderá entrar outra vez no ventre de sua mãe e nascer?» 5 Jesus respondeu: «Eu garanto a você: ninguém pode entrar no Reino de Deus, se não nasce da água e do Espírito. 6 Quem nasce da carne é carne, quem nasce do Espírito é espírito. 7 Não se espante se eu digo que é preciso vocês nascerem do alto. 8 O vento sopra onde quer, você ouve o barulho, mas não sabe de onde ele vem, nem para onde vai. Acontece a mesma coisa com quem nasceu do Espírito.»
* 9 Nicodemos perguntou: «Como é que isso pode acontecer?» 10 Jesus respondeu: «Você é o mestre em Israel e não sabe essas coisas? 11 Eu garanto a você: nós falamos aquilo que sabemos, e damos testemunho daquilo que vimos, mas, apesar disso, vocês não aceitam o nosso testemunho. 12 Se vocês não acreditam quando eu falo sobre as coisas da terra, como poderão acreditar quando eu lhes falar das coisas do céu?
13 Ninguém subiu ao céu, a não ser aquele que desceu do céu: o Filho do Homem. 14 Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, do mesmo modo é preciso que o Filho do Homem seja levantado. 15 Assim, todo aquele que nele acreditar, nele terá a vida eterna.»
* 16 «Pois Deus amou de tal forma o mundo, que entregou o seu Filho único, para que todo o que nele acredita não morra, mas tenha a vida eterna. 17 De fato, Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, e sim para que o mundo seja salvo por meio dele. 18 Quem acredita nele, não está condenado; quem não acredita, já está condenado, porque não acreditou no nome do Filho único de Deus.
19 O julgamento é este: a luz veio ao mundo, mas os homens preferiram as trevas à luz, porque suas ações eram más. 20 Quem pratica o mal, tem ódio da luz, e não se aproxima da luz, para que suas ações não sejam desmascaradas. 21 Mas, quem age conforme à verdade, se aproxima da luz, para que suas ações sejam vistas, porque são feitas como Deus quer.»

Todo mundo, ou quase todo mundo, conhece Nicodemos. Para muitos, ele passou a ser “padroeiro dos ingênuos”, pelo fato de ter colocado uma “cândida” pergunta a Jesus: “Como pode um homem nascer quando já é velho? Pode entrar novamente no seio de sua mãe e renascer?”

É possível que tenha procurado Jesus no cair da tarde porque naquela terra fazia muito calor. Talvez também porque nesse momento do dia a palavra costuma ser mais livre e mais verdadeira.

Nicodemos era certamente um homem piedoso e fiel a Deus. Desde o começo da conversa com Jesus ele afirma: “Ninguém pode fazer os sinais que colocas se Deus não está com ele”. Precisamente porque este fariseu já havia estabelecido um liame entre Deus e Jesus, o Mestre está em condições de lhe fazer uma revelação essencial: “Quem não nascer do alto não pode nascer do alto, não pode ver o Reino de Deus”.

Importantíssimo para um homem ver o Reino de Deus. A terra parece ser o reino do mal com suas manifestações de violência, ódio, injustiças, enfrentamentos e escravidões. Quando pedimos a Deus que ele permita vir o Reino, esse seu Reino é porque constatamos sua ausência e temos saudade dele dentro do coração. Quando em certas ocasiões o amor supera o ódio, o serviço dos outros destrói a vontade de dominação, quando o espírito de unidade vence a violência e a desunião somos possuídos da certeza de que o Reino está próximo. Neste, os pobres de coração são felizes, os mansos possuem a terra, os aflitos são consolados, onde se vive a misericórdia.

Será que Nicodemos havia se dado conta de que o jovem profeta de Nazaré vivia neste Reino e os “sinais” de que falavam eram estes acima mencionados? Diante desta fé, Jesus lhe faz a luminosa proposta de entrar no Reino, neste Reino. Para tanto deveria renascer.

Perfeitamente compreensível a admiração de Nicodemos e sua pergunta: “Como isto pode se fazer?”, perguntou Maria ao anjo, eterna pergunta que o homem dirige a Deus. E Deus responde que é necessário renascer.

Para que isso aconteça será preciso ter em si um verdadeiro espírito de infância. Trata-se de começar uma nova vida, ou melhor, levar a mesma de maneira diferente, levá-la à maneira de Jesus de Nazaré. Para tanto será necessário efetuar uma passagem, uma páscoa, abandonar o que se tem em si de velho, de gasto para reencontrar uma juventude nova na água vivificadora e o Espírito que renova todas as coisas: “O que nasceu da carne é carne, o que nasceu do Espírito é espirito”. Aos que aceitam empreender esta aventura será dado “ver” os contornos do Reino. O Reino está no meio do mundo, tesouro escondido nos campos do mundo. Não é ingenuidade procurá-lo, mas grande sabedoria: “O vento sopra para onde bem entende: tu ouves o barulho mas não sabes de onde vem nem para onde vai. Assim é todo aquele que nasceu do Espírito”.

Nicodemos pergunta ainda: “Como pode acontecer isso?” Jesus, por sua parte, admira-se: “Tu és Mestre em Israel e não compreendes estas coisas?” Nesse momento, Jesus revela algo do mistério de Deus e de sua própria missão no meio dos homens: “Deus amou tanto o mundo que lhe entregou seu Filho único”.

Nicodemos não veio em vão ter com Jesus. Seu horizonte se tornou mais amplo. Guardará como um tesouro a mensagem de Cristo: “Quem pratica a verdade vem à luz”. Nicodemos terá de defender esse Mestre que veio da parte de Deus (Jo 7, 50-52). Quando tudo estiver consumado, Nicodemos levará ao túmulo de Jesus trinta quilos de uma mistura de mirra e aloés (cf. Jo 19,39).
Inspirado em François Montfort, “Rencontres avec le Christ – Fêtes et Saisons”, n. 312, p. 11

Download WordPress Themes
Download Best WordPress Themes Free Download
Download Nulled WordPress Themes
Free Download WordPress Themes
free download udemy paid course
download lava firmware
Premium WordPress Themes Download
udemy paid course free download

Conteúdo Relacionado