Carisma - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

OFS

Ordem Franciscana Secular: Carta aos Frades Menores

ofs_101116

Estas são palavras e reflexões que dirijo aos Frades Menores e, de modo especial, aos que são nomeados assistentes de fraternidades franciscanas seculares no território em nossa Província dos Menores da Imaculada e outras Províncias.

>> Há frades novos e menos jovens que realizam um belo e fecundo trabalho pastoral junto aos irmãos e irmãs da Ordem Franciscana Secular. Nem sempre, muitos deles, se sentem seguros na maneira de agir na assistência. Os assistentes não são capelães, nem diretores. São irmãos, franciscanos, membros da Ordem I, que se sentem solidários com irmãos leigos da mesma família. Nós, frades, partilhamos sua vida. Fomos gerados pelo mesmo pai Francisco. A missão do assistente não é a de comandar e dirigir, mas de estar com, de acompanhar, de “comer o pão junto” com os terceiros. A presença de frades dedicados e amigos é sacramento de nossa Ordem no meio dos terceiros. Os escolhidos e nomeados precisam vestir a camisa. Os documentos da OFS afirmam que os Superiores Maiores precisam nomear frades idôneos.

>> Sua missão é alertar, formar, observar o crescimento espiritual e humano do grupo com intervenções pontuais, em retiros e dias de recolhimento e de reflexão, na qualidade de membro efetivo dos conselhos. Os assistentes não são figuras decorativas ou pessoas que são buscadas apenas para celebrar e fazer um “sermãozinho” para os terceiros, encomendação do corpo dos que falecem e receber um cartão no dia nacional do assistente.

>> Pinçamos do Manual para a Assistência à Ordem Franciscana Secular(OFS) e à Juventude Franciscana (JUFRA) algumas de suas atribuições:

Participa sempre (sempre que possível) dos encontros da fraternidade, com presença ativa.

Respeita as responsabilidades de cada membro do Conselho. Preocupa-se com a formação espiritual e pastoral, a vida litúrgica e sacramental da fraternidade.

Tem sensibilidade para com os aspectos espirituais: oração, escuta da Palavra, orientação espiritual.

Cuida que a fraternidade não se feche em si mesma, mas também que não venha a ser um mero “grupo paroquial”.

Em estreita união com o Conselho prepara o amanhã do grupo no amanhã da Igreja.

Educa a fraternidade a fazer a leitura dos sinais dos tempos.

>> O assistente, seja ele sacerdote ou não, é pastor que vive próximo das ovelhas, que assiste seu crescimento, que corrige com carinho, que desperta para a santidade, que condena todo fixismo rotineiro. Sua atuação nos momentos de oração da fraternidade é de suma importante. Os franciscanos seculares não podem esquecer que são discípulos do homem que vivia dilacerado entre a ação e contemplação. Precisam deixar a graça agir neles e se abrirem para uma vida de santidade.

>> A presença do assistente é fundamental nas reuniões gerais mensais e nos encontros do conselho. Sem interferir intempestivamente ele observa, corrige, alerta. Não é um policial, nem um fiscal, mas não consente que as fraternidades sejam vazias do espírito. Acompanha de longe e de perto a vida dos que entram e se faz presente de muitos modos no momento da profissão. Esta tarefa é muito negligenciada.

>> A realidade nos mostra um grande número de fraternidades envelhecidas, com poucos membros, sem novas vocações. Natural que os assistentes se sintam desencorajados de trabalhar quando não há esforço de mudanças no que pode ser mudado. Há fraternidades com gente nova, com fôlego e força. É graça. Estas precisam de formação sólida e não apenas de encontros agradáveis e de manifestações exteriores exageradas e que não têm sua origem em pessoas que, de fato, depois de terem encontrado leprosos, deixaram a mentalidade do mundo. Os jovens da JUFRA começam a ser força em algumas fraternidades. Até que ponto eles assimilaram, efetivamente, o espírito da Regra da OFS de Paulo VI?

>> Como as coisas poderão se reverter? Para onde temos que voltar nosso olhar?

Conselhos com seu assistente precisam saber que a Ordem é de leigos. Os assistentes poderão ajudar a formar, nas fileiras franciscanas, leigos maduros, atuantes no mundo, na família, na vizinhança, no trabalho, no compromisso político. Leigos que sejam agentes de pastoral conservadora, repetidora de esquemas ultrapassados, leigos que gostam mais de ficar no altar e na sacristia do que nas difíceis e desafiadoras tarefas de uma Igreja em saída. Laicato, laicato maduro, atuante, nada de pessoas apenas devotas, simplesmente devotas.

O assistente, tendo vestido a camisa, não é figura decorativa, como já dissemos. Há lugares em que facilmente se dispensa um assistente mais exigente que aponta para o novo.

Os assistentes precisarão conhecer profundamente a Regra da OFS. Em seu computador mental deverão completar as diretrizes da Regra com o carisma e as orientações do Papa Francisco. Cuidado: os assistentes nunca deverão pensar que os irmãos da Ordem sejam “funcionários” da paróquia.

Na verdade, os franciscanos seculares sinceros querem agir. Precisam atuar na paróquia mas com suas características: simplicidade, verdade, cortesia, banhando tudo com a verdade do Evangelho, competência, visão do amanhã, sem orgulho, restituindo ao Senhor o que do Senhor receberam. Colocam seus dotes e talentos a serviço do mundo novo que se chama Reino.

No momento atual sentimos a ausência de líderes leigos cristãos mundo (também no meio do clero e dos religiosos). Nesse mundo de consumismo, de provisoriedade, de total liquidez precisamos formar líderes, líderes com as cores franciscanas, “penitentes” de verdade, pessoas que são mundo e não são do mundo. Nas médias e grandes cidades de fundamental importância que os franciscanos seculares leiam, estudem, reflitam para que sua presença seja significativa para o mundo de hoje. Não seria esse um empenho a ser trabalhado por assistentes que amam o carisma e gostariam de ver leigos fortes no meio desse mundo líquido? Uma das metas dos responsáveis pela OFS é que ela seja significativa no mundo de hoje.

Precisamos de leigos conscientes de sua dignidade e de seu papel na vida e no mundo. Merece reflexão este pensamento de um jesuíta espanhol do país basco: “A pessoa necessita de um solo vital sobre o qual possa construir com coerência seu próprio relato, assentar suas fidelidades e compromissos pessoais, sem o que a sua biografia se resuma a um somatório de acontecimentos desconexos e soltos. Fundar a pessoa, ajudá-la a conseguir esse solo pessoal deve ser o grande objetivo dos processos educativos ( Patxi Álvares de los Mozos, SJ, Viver com alma. Necessitados de personalización, in Sal Terrae 91 (2003), p. 492). Os assistentes haverão de ajudar os conselhos e os formadores a refletirem sobre o teor desse pensamento. Precisamos reconstruir a pessoa. Nada de desenvolver aspectos laterais e epidérmicos, nada de superficialidade, de comportamentos passionais e emotivos, de gente derramada sobre as coisas, de pessoas antenadas no nada. Nossas Ordens (I e III) não precisam de mais leis e regulamentos mas de pessoas de verdade, com solo pessoal. Nossa gente precisa redescobrir a força do silêncio e a tática do discernimento.

Cabe aos provinciais nomear assistentes. Há assistentes locais admiráveis e competentíssimos. Conhecemos as dificuldades dos conselhos provinciais. Há frades desmotivados para essa tarefa. Não poucas vezes os provinciais nomeiam frades que se fazem pouco presentes fisicamente. Outros não têm o coração na Ordem secular. Não seria o caso que a Conferência Frades Menores do Brasil dedicasse uma atenção especial ao caso? A tarefa não é apenas de uma mas de todas as províncias. Como reverter o quadro de desinteresse, desânimo e apatia para com a Ordem secular? Até que ponto as próprias fraternidades seculares não nos desmotivam?

Prezados irmãos da Províncias dos Menores. Peço que acolham as palavras desta Carta. Junto com os leigos para criar o novo, seres profundos, verdadeiros franciscanos no meio do mundo.

Fr. Almir Ribeiro Guimarães, OFM

freialmir@gmail.com

 

Download Best WordPress Themes Free Download
Download Premium WordPress Themes Free
Download Premium WordPress Themes Free
Download Best WordPress Themes Free Download
download udemy paid course for free
download mobile firmware
Premium WordPress Themes Download
online free course

Conteúdo Relacionado