Vida Cristã - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

Um Brasil menos católico

06/07/2012

 

Frei Jacir de Freitas Faria (*)

Na semana passada, divulgou-se o Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), pelo qual o número de católicos no Brasil diminuiu em 9,2%, caindo de 73,6% da população em 2000 para 64,4% em 2010: o de evangélicos cresceu 44% (22% do brasileiros de hoje). A notícia não assusta, pois era esperada. Desde o tempo da República, quando da divisão da Igreja e Estado, o catolicismo vem perdendo espaço no Brasil.

A constatação, no entanto, merece algumas considerações. Desde o final da década de 1970, o Brasil iniciou um processo acentuado de passagem do mundo rural para o urbano. A Igreja Católica, tendo em vista o mundo rural antigo, se organizou em dioceses (Administração da Casa) e paróquias (Segunda casa), e assim permanece até os nossos dias, no estilo rural. A vida urbana é mobilidade por excelência.

O Brasil saiu da roça, sem nenhuma conotação pejorativa do termo, mas a roça não saiu da Igreja. Prova disso é que o censo comprovou que no interior o catolicismo ainda é forte, 77,8%. Da população rural que migrou para as cidades, os fazendeiros foram para bairros abastados e Centro, já os pobres foram para vilas e favelas, mas a Igreja, nas pessoas de suas lideranças, padres e bispos, não foram juntos. Sem padres, os católicos procuraram outros pastores. Mesmo sabendo da urgência da presença, muitos padres preferem a comodidade das paróquias bem estabelecidas.

A leva de padres cantores midiáticos não foi capaz de impedir os avanços dos evangélicos pentecostais. No entanto, se não fossem eles, a situação poderia ser mais alarmante. Os discursos mais personalizados e voltados para a solução de questões econômicas imediatas dos evangélicos pentecostais atraíram mais os pobres que os discursos coletivos, teológica e dogmaticamente bem pautados do catolicismo.

A diversificação religiosa e o individualismo tendem a ser caminho do Brasil nas próximas décadas. A pessoa que crê, mas não necessariamente opta por serviços religiosos institucionais regulares, mostra o que ficou evidente na migração dos evangélicos da Igreja Universal do Reino de Deus para a do Mundial do Poder de Deus e da Assembleia de Deus, sobretudo. O discurso em prol da criação de comunidades e do amor ao próximo do catolicismo, essência do seu modo de ser, não tem atraído a modernidade. Isso ficou evidente no abandono eclesial católico do discurso social da Teologia da Libertação, que muito influenciou a sociedade e a política brasileira nas décadas de 1970 e 1980. Muitos dos chamados católicos não praticantes encontraram abrigos nas igrejas evangélicas.

A identificação da Igreja Católica com dogmas de fé, considerados pela modernidade como conservadores, é um dos motivos que também não podem deixar de ser considerados, embora ele não seja decisivo para muitos católicos deixarem a instituição. A dificuldade católica de falar a linguagem midiática, sobretudo com a juventude, é outro fator preponderante. A diminuição do clero, aliada ao tempo longo de formação de um padre, em comparação à facilidade com que um que pastor convertido transforma uma loja em igreja na periferia, o que propiciou o surgimento de negócios de fé.

Todos esses fatores acima apresentados merecem a reflexão dos cristãos. Não é saudável o discurso da quantidade, embora seja ele o foco da notícia, mas a qualidade de nossa fé. A volta às origens do cristianismo faria muito bem a todos nós, quando lembramos que o cristianismo era religião de minorias, provido de um discurso pessoal, social, comunitário e comprometido com a Boa-Nova de Jesus e a vivência de sua ressurreição que começa aqui e agora, sem pedágios, promessas de céu e medo do inferno.

(*) Escritor, exegeta e diretor do Colégio Santo Antônio de Belo Horizonte.

Download Nulled WordPress Themes
Download Nulled WordPress Themes
Download Best WordPress Themes Free Download
Download Nulled WordPress Themes
udemy course download free
download karbonn firmware
Download WordPress Themes Free
free download udemy paid course

Conteúdo Relacionado