Vida Cristã - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

O Sentido da Vida

20/09/2002

Frei Hipólito Martendal

Dificilmente você encontra alguém que nunca tenha perguntado a si próprio: “Para que viver”? “Quem é que determina se devo viver e como viver”?

Claro, para nós cristãos praticantes é relativamente fácil nos convencer de que Deus está por trás de nossa existência. Mas isso pode parecer às vezes uma idéia um tanto vaga e pouco prática em situações muito difíceis ou aparentemente absurdas.

Isso se observa especialmente em pessoas que são acometidas por sofrimentos muito intensos, prolongados e injustos. Afinal, fomos educados a pensar que Deus recompensa o bem e castiga o mal. Mas vemos tantas pessoas inocentes sofrerem tanto e morrerem tão precoce e estupidamente! Ouvimos dizer que Deus nos ensina a sermos desapegados das coisas materiais, mas vemos os ricos viver tão bem e nossos pobres a carregarem o fardo tão pesado de uma existência sem horizontes e destituída de esperança… Um rabino judeu de nossos dias – não me recordo do primeiro nome – Kushner, duramente atingido pela dor, escreveu um livrinho magnífico com o título: “Quando coisas ruins acontecem às pessoas boas”.

Nós cristãos podemos aprender muito com este patrício de Jesus. O que estou tentando dizer é que nem sempre encontramos uma resposta pronta e suficiente para certas situações da vida em nossas crenças religiosas. Às vezes é necessário entender com a cabeça, racionalmente, para o coração poder aceitar. Nossa PAZ pode depender isso. E mais, até para não caírmos na tentação de desistir de viver, ou entregar-nos à amargura e à revolta, podemos necessitar de uma resposta nossa. Por outro lado não podemos esquecer que constantemente somos levados a identificar sinais que possam indicar que a vida deste ou daquele vale a pena. Esses sinais quase sempre vão na direção do sucesso, do bem-estar, das realizações de projetos e sonhos, da vida rica de bons laços de amor e amizade. .. Mas, quando tudo isso nos faltar? Já disse que nem sempre a religião nos dá respostas suficientes. Mesmo assim preciso reafirmar que o sentido das coisas importantes da vida é tão importante e fundamental que dele pode depender eu conseguir viver ou entregar-me à morte.

E onde é que vamos encontrar resposta para tantas perguntas tão angustiantes? Vamos encontrá-la justamente em Deus. Acontece, contudo, que estamos mais ou menos acostumados a procurar respostas na Palavra de Deus dirigida aos profetas, apóstolos ou ao próprio Jesus. Acabamos nos esquecendo que Deus, como acontece conosco, os seres humanos, muitas vezes fala mais por atitudes do que por palavras. De todas as atitudes que Deus poderia tomar em relação a nós, a mais fantástica é a de se encarnar. Este é um gesto histórico, definitivo, eterno. Nosso PAI ETERNO quer que nós o chamemos pelo nome de EMANUEL, ou seja, DEUS -CONOSCO.

Meus caros leitores, isto faz com que os homens sejam realmente nivelados, mas nivelados por cima. A partir desta descoberta fundamental, todas as circunstâncias, todos os pontos de referência tornam-se relativos e sem significado. O PAI ETERNO ama qualquer ser humano em qualquer situação, pobre, ou rico; com pós-doutorado nas melhores universidades, ou ignorante; e, pasmem, santo ou pecador. No Natal de Jesus descobrimos que vale a pena viver como humanos em qualquer situação. Se não conseguirmos realizar grandes coisas, “Deus faz menós maravilhas”; se não conseguirmos conquistar glórias na terra, Deus conquista para nós o CÉU; se não conseguirmos amar todas as pessoas que gostaríamos, Deus ama a elas por nós; se não conseguirmos nos santificar – por nossas fraquezas e pecados – Deus nos santifica graciosamente…

Download Best WordPress Themes Free Download
Download Nulled WordPress Themes
Download Best WordPress Themes Free Download
Download Nulled WordPress Themes
udemy course download free
download redmi firmware
Download Premium WordPress Themes Free
free download udemy course

Conteúdo Relacionado