Vida Cristã - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

O Senhor adormeceu na Cruz

03/04/2020

Frei Almir Guimarães 

            A cruz…sempre de novo, a cruz. Nós, discípulos missionários,  contemplamos com imenso respeito a cruz do  Senhor.  O mais belo de todos os filhos dos homens, desfigurado, imobilizado, morto, com o lado aberto e nós acolhemos, na fé, esses rios de ternura e de graça.  E ao longo do tempo de nossa vida encontramos rostos dilacerados pessoas que se apresentam feridas no corpo e no espírito.   Elas continuam a Paixão de  Cristo.

De uma conhecida e famosa antiga homilia do Grande Sábado Santo extraímos alguns tocantes textos, que nos levam à contemplação.  O Senhor  Jesus se dirige aos seus:

“Vê em meu rosto os escarros que por ti recebi, para restituir-te o sopro da vida original.  Vê em minha face as bofetadas que levei para restaurar, conforme  minha imagem tua beleza corrompida.

Vê em minhas costas as marcas  dos açoites  que suportei por ti, para retirar de teus ombros o peso dos pecados. Vê minhas mãos fortemente pregadas à arvore da cruz, por causa de ti, que outrora  estendeste  levianamente  tuas mãos  para a árvore do paraíso”.

Lecionário  Monástico  II, p.607-608


E agora  palavras dos Hinos de  Romano, o Melódio:

“Acabou a lei da iniquidade!  Tua Paixão,  ó Cristo, nosso  Deus, enxugou as lágrimas de Eva.  Em tua Paixão, o morto volta à vida, por ela o ladrão encontra asilo,  e só  Adão exulte!

Encha-se o céu de espanto!  Escureça a terra no caos!  Não te arrisques, ó sol, a levantar os olhos para o madeiro  do qual teu  Senhor pendeu voluntariamente. Fendam-se os rochedos, pois nesse instante  o rochedo da  vida está ferido de morte pelos cravos.  Rasgue-se o véu do templo, pois a lança dos criminosos traspassou o lado do  Senhor!  Perante a  Paixão do Senhor  estremeça e lamente  toda a criação, e só  Adão exulte(…).

Desalteraram com vinagre a fonte de jorros deliciosos, deram fel “aquele  que fez  cair o maná e jorrar água do rochedo.  Com a cana lhe batiam na cabeça, ele assinava o exilio dos inimigos.  Estendido na cruz, nu, despojou os adversários da vida., fazendo deles objeto de riso  tanto dos mortos quanto dos vivos.  Foi descido do patíbulo, para alegria de Adão”.

Lecionário  Monástico  II, p. 608-610

Free Download WordPress Themes
Download WordPress Themes Free
Free Download WordPress Themes
Download Best WordPress Themes Free Download
lynda course free download
download lava firmware
Download WordPress Themes
free online course

Conteúdo Relacionado