Vocacional - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

Bom Jesus 120 anos: uma lição de vida feita de futuro

12/05/2016


Frei Augusto Luiz Gabriel, ofm

Há exatos 120 anos, no dia 11 de maio de 1896, uma semente de conhecimento foi plantada no solo da então jovem cidade de Curitiba (PR). Com a paciência e a sabedoria herdada de São Francisco de Assis, alguns poucos frades franciscanos regaram esta semente com perseverança e amor. E então, de um pequeno colégio com um pouco mais de 100 alunos, esta instituição tornou-se grande e centenária, atendendo mais de 25 mil estudantes em cinco estados brasileiros.

Dia 11 de maio de 2016, data histórica! Fizeram-se presentes na solenidade dos 120 anos da Associação Franciscana Senhor Bom Jesus as seguintes autoridades: Dom José Mario Angonese, bispo da Arquidiocese de Curitiba; Frei Fidêncio Vanboemmel, Ministro Provincial da Província Franciscana da Imaculada Conceição; Gustavo Fruet, prefeito de Curitiba; Fabiana Campos, representante da Secretaria de Educação do Paraná; Flávio Arns, secretário de assuntos especiais do Paraná; Zaki Akel Sobrinho, Reitor da Universidade Federal do Paraná; Darci Piana, Presidente do sistema Fecomercio, SESC – SENAC do Paraná; Fernanda Boroski Krueger, representante da Secretaria Municipal da Educação; Ademar Batista Pereira, representante da Federação Nacional das Escolas Particulares; e Jacir Venturi, presidente do SINEP-PR. Marcaram presença também diretores e líderes de ensino.

O presidente da Associação Franciscana Senhor Bom Jesus, Frei João Mannes, fez a abertura oficial do evento. Frei João destacou que o colégio Bom Jesus possui uma história bela e honrada, que teve início com muita paixão e dedicação de um grupo de frades e educadores ainda na década de 1890. “Hoje, nós olhamos para o nosso passado centenário com gratidão, porque ao longo desse tempo muitos homens e mulheres foram inspirados pelas virtudes franciscanas, dedicaram-se integralmente ao nobre propósito de oferecer à sociedade um ensino e uma educação de qualidade”, afirmou o presidente.

“Nesses 120 anos de história, todo o esforço não foi em vão, pois com toda a humildade e a inspiração em São Francisco de Assis, a instituição conquistou o reconhecimento da sociedade pela sua excelência de ensino. Essa confiança, principalmente de pais e de alunos, permitiu ao grupo educacional Bom Jesus expandir a sua atuação em cincos estados brasileiros com unidades do Colégio Bom Jesus e da FAE-Centro Universitário. Somos muito gratos a todos os confrades e colaboradores que já passaram pelo Bom Jesus e especialmente aqueles que convivem e trabalham atualmente conosco. A história do Colégio Bom Jesus continua e constrói-se hoje com a contribuição diária de cada funcionário que com os seus talentos peculiares se coloca a serviço dessa instituição. O espírito de união e de colaboração de todos abre-nos a esperança de um futuro ainda mais promissor para o grupo educacional Bom Jesus”, desejou.

Frei João, também anunciou uma importante novidade: “Por ocasião desta solenidade estamos implantando em nossas unidades educacionais o projeto Bom Jesus Social. Com o desenvolvimento desse projeto, nós, frades e colaboradores do Bom Jesus, queremos formar uma ‘fraternidade em saída’, uma fraternidade que sai ao encontro dos mais necessitados da sociedade, queremos formar uma fraternidade franciscana em que é possível identificar sinais, gestos e ações de solidariedade com os empobrecidos, excluídos, encarcerados, enfermos, populações de rua, enfim, com pessoas e entidades de diferentes periferias. O projeto Bom Jesus Social pretende contribuir para a inclusão social de inúmeras pessoas marginalizadas, e assim tornar ainda mais visível em nossa instituição o rosto misericordioso de São Francisco de Assis”, ressaltou o presidente, agradecendo a todos os colaboradores do Bem Jesus, de forma muito especial à Província Franciscana, que optou mais uma vez pela educação como uma de suas principais frentes de evangelização. Agradeceu também aos pais que diariamente enviam seus filhos paras as unidades do Bom Jesus, afirmando que eles acreditam na proposta de ensino do grupo educacional Bom Jesus.

Pelo Bom Jesus, o diretor geral Jorge Apostolo Siarcos leu uma mensagem, a mesma que foi enviada para todas as 34 unidades da rede Bom Jesus. “São 120 anos repassando os ensinamentos de São Francisco de Assis e escrevendo uma história de amor à educação. A mística franciscana vai ao encontro de propostas como o pacto global, no qual reforçamos o nosso compromisso em apoiar os dez princípios deste pacto, fortalecendo os direitos humanos e nos direcionando a um crescimento sustentável. Os 120 anos do Bom Jesus estão repletos de desafios e mudanças transformadoras. Durante estes anos, o grupo Bom Jesus ampliou e diversificou suas atividades, incorporando escolas, ingressando no mercado editorial, além de consolidar a educação no ensino superior, com parcerias nacionais e internacionais”, destacou o diretor.

AMOR E TRADIÇÃO

“Nós estamos aqui por que amamos a escola, e digo nós, porque eu amo a escola, eu amei a escola como aluno, como estudante, como professor e depois como bispo”. O Ministro Provincial Frei Fidêncio Vanboemmel citou a frase na abertura do seu discurso e disse que revelaria o autor em seguida.

Ele explicou que a vinda dos frades a Curitiba, logo após a restauração da Província, se deveu ao bispo Dom José de Camargo Barros, que em 1898 solicitou, a partir da fraternidade de Lages, a vinda dos frades como uma dupla missão: atuar na pastoral dos imigrantes e na comunicação, através da Revista “Estrela”. “Quando os frades aqui chegaram, o bispo aproximou os franciscanos do padre Franz Auling, que tinha uma escola para meninos católicos, filhos de imigrantes alemães, suíços e austríacos. Esta escola, chamada “Deutche Knabenschule”, foi fundada no dia 11 de maio de 1896, e foi entregue aos franciscanos em 1902. A partir de então, os frades conduziram esta escola. Hoje, nós estamos aqui para celebrar os 120 anos de uma rica história do colégio Bom Jesus”, salientou Frei Fidêncio.

Citando o slogan dos 120 anos do grupo educacional Bom Jesus, “Tradição feita de futuro”, disse: “Eu pensei, refleti, o que significa tradição? Tradição é a história desta escola, que nasceu direcionada para uma necessidade social. Frei João Mannes, parabéns pelo anúncio de hoje. Se a escola nasceu por uma necessidade social, você hoje reafirma o abraço que este colégio quer dar também às novas necessidades sociais. Portanto, nós estamos muito afinados com o apelo do Papa Francisco, que almeja uma Igreja e uma sociedade em saída”, observou o Ministro Provincial.

Nas duas últimas décadas, Frei Guido Moacir Scheidt teve a missão de conduzir a rede Bom Jesus e, em suas palavras, o ex-presidente sublinhou: “A escola pequenina de 120 anos atrás não nasceu como uma entidade isolada ao lado da igreja Bom Jesus, mas foi a própria Igreja local que lançou as sementes. O Bom Jesus nasceu dentro da Igreja. Com o apoio da Província, o Bom Jesus hoje é a maior igreja de Curitiba, porque nós não somos uma instituição puramente intelectual de ensino, nós somos um grupo que luta pela evangelização”, destacou Frei Guido.

Da mesma maneira que o Papa Francisco convida para sair às ruas e ajudar a quem mais precisa, o Colégio Bom Jesus sempre cultivou esta atitude de solidariedade, contando em todo o tempo com a ajuda da Igreja. Foi nesse sentido que o reverendíssimo bispo Dom José Mario Angonese acentuou seu discurso. “Nós estamos aqui por que amamos a escola” (então todos puderam entender o que tinha dito Frei Fidêncio). “Eu percebo no corpo da instituição Bom Jesus um amor que queima, que arde”, disse, assinalando que a instituição e seus projetos são referência como rede educacional. “No meio eclesial, quando se ouve falar da escola Bom Jesus quase temos que tirar o chapéu”, elogiouu o bispo, enfatizando que existe um respeito carinhoso por tudo o que se faz nesta instituição. E finalizou sua reflexão parabenizando ao Grupo Bom Jesus pelo carisma, ardor e amor que devotam tudo que fazem.

O prefeito da cidade de Curitiba, Gustavo Fruet, deu os parabéns ao Bom Jesus, dizendo ser um privilégio e orgulho para a cidade de Curitiba poder comemorar os 120 anos de uma instituição como o Bom Jesus. “Não é só uma referência na cidade, não é só uma referência no Paraná, mas é sim uma das mais belas e importantes referências em nosso país”, exaltou o político.

A principal missão do Bom Jesus desde o início, sempre foi a educação, e a educação é feita de dois atores principais: professores e alunos. Foi neste sentido que o ex-aluno do colégio, desde a educação infantil, e atual professor, Roberto Tadeu Berro, representou essas duas figuras. Muito emocionado, e ovacionado pelos presentes, contou um pouco de sua trajetória no Bom Jesus. “Verdadeiramente ser professor do Bom Jesus é mais do que um ofício, uma missão ou vocação, é um estilo de vida, guiado pelos princípios franciscanos”, destacou o docente.

Importantes acontecimentos precisam ficar solidamente registrados na história, e foi nesse sentido que Frei João Mannes e o diretor geral foram convidados para a solenidade de descerramento da placa comemorativa dos 120 anos do Colégio Bom Jesus.

Outra maneira de registar a trajetória do Bom Jesus foi o lançamento do livro oficial dos 120 anos de instituição. E para fechar com chave de ouro esta cerimônia, o coral de crianças do Bom Jesus cantou a oração de São Francisco!

“A missão do Bom Jesus é pautada em virtudes e valores humanos voltados para a formação de cidadãos conscientes de seu papel na sociedade. Partilhar e pertencer, essa é a vocação e tradição do Bom Jesus, uma tradição feita de futuro. ” 

Free Download WordPress Themes
Download Best WordPress Themes Free Download
Download WordPress Themes Free
Download Best WordPress Themes Free Download
download udemy paid course for free
download intex firmware
Download Nulled WordPress Themes
ZG93bmxvYWQgbHluZGEgY291cnNlIGZyZWU=