Vida Cristã - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

Com as bênçãos da Mãe Aparecida e de Frei Galvão

20/02/2018

Aparecida e Guaratinguetá (SP) – As atividades do Encontro do Definitório Geral com os Ministros e Custódios das Conferências dos Frades Menores do Brasil e do Cone Sul começaram cedo nesta sexta-feira, (16/02). Ainda não era dia e os frades já estavam de pé e entusiasmados por um motivo muito especial: visitar o Santuário de Nossa Senhora Aparecida (SP) e também o Seminário Frei Galvão, casa de formação da etapa do Postulantado da Província Franciscana da Imaculada Conceição, localizado em Guaratinguetá (SP).

Num clima de muita alegria e convivência fraterna, os frades, todos trajados com o hábito marrom, chamavam a atenção dos peregrinos que visitavam o Santuário. A expressão de surpresa dos romeiros e o desejo de tirar uma foto com os freis revelavam a satisfação de quem encontrava os filhos de São Francisco na Casa da Mãe Aparecida. Além de conhecer a maior Santuário Mariano do mundo, os religiosos franciscanos também marcaram presença na celebração da Santa Missa, às 10h30. Logo em seguida dirigiram-se para o Seminário Frei Galvão.

ACOLHIDA FRATERNA NO SEMINÁRIO FREI GALVÃO

Frades e postulantes esperavam ansiosos pela chegada dos visitantes, especialmente do Ministro Geral, Frei Michel Perry, na portaria do seminário, local onde diariamente são acolhidos inúmeros romeiros e devotos do primeiro santo brasileiro, Santo Antônio de Santana Galvão. Um almoço de confraternização foi servido para celebrar a ocasião.

Depois, de forma muito espontânea os frades de profissão temporária que se preparam para viajar à Angola, onde farão o Ano Missionário, mais os freis estagiários da Fraternidade Franciscana São Boaventura de Campo Largo (PR), juntamente com todos os postulantes, tiveram um bate-papo com o Ministro Geral, Frei Michael Perry, e também com o Definidor Geral, Frei Valmir Ramos, que é brasileiro e responsável pelas Conferências Bolivariana e Brasileira.

Após uma breve apresentação de cada um, Frei Michael Perry contou brevemente sua história de vida: “Antes de entrar para os franciscanos, tive uma experiência no trabalho de construção de casas para os pobres, junto com os protestantes e os franciscanos. Esta experiência foi marcante para mim.” E continuou: “Depois o Senhor me puxou!”, disse, provocando risos.

O Ministro Geral falou da importância de encontrar os jovens frades e postulantes. Para ele, o que inspira estes momentos de partilha de vida é a certeza de que Deus continua chamando jovens que sabem distinguir a Sua Voz dentre tantas vozes do mundo. “Para todos vocês que são jovens e que vêm de diversas realidades, não percam a oportunidade de colocar a serviço de Deus e da fraternidade os dons que Deus ofereceu a cada um”, pediu o representante de São Francisco na Ordem dos Frades Menores.

Perguntado pelo postulante Rodolpho Marinho sobre o número de frades da Ordem no mundo, Frei Michael respondeu que atualmente são em torno de treze mil. Questionado sobre a queda numérica pela qual a Ordem vem passando, o Ministro explicou: “Às vezes acontece que alguns que vêm até nós para serem frades, não escolhem serem frades menores. A grande questão de hoje é saber o que significa ‘ser menor’.

Em seguida, Frei David Belinelli perguntou sobre o andamento do processo de unificação dos três ramos da Primeira Ordem, Capuchinos, Menores, e Conventuais, e Frei Michael delegou a Frei Valmir a resposta a esta indagação: “Para São Francisco seria uma grande alegria certamente, pois não tem sentido termos um mesmo carisma e uma mesma regra e vivermos em três ordens. Então o que Frei Michael está fazendo agora, juntamente com os atuais Ministros Gerais dos Capuchinhos e Conventuais, é uma caminhada muito próxima, fraterna e bonita, porque reconhece que de fato nós somos irmãos, mesmo que historicamente tenhamos passado por alguns momentos difíceis. A tendência é que haja sempre uma proximidade maior” evidenciou o Definidor Geral.

Em relação à diminuição dos frades, Frei Samuel Santos Soares, perguntou qual é o principal motivo de tantas desistências. “É muito complexo”, frisou frei Michael, e prosseguiu: “às vezes as decisões acontecem em momentos de mudanças psicológicas e biológicas. Também quando não se tem uma qualidade de vida fraterna, o frade acaba buscando fora. Outro motivo é a questão do ativismo, pois não se pode mudar o mundo de uma única vez. Também aqueles que não possuem um bom cultivo da oração, da fraternidade e da convivência acabam desistindo” enfatizou.

Em referência à vivência do Evangelho a exemplo de São Francisco de Assis, o Ministro Geral sugeriu alguns pontos essenciais que indicam uma caminhada saudável na vida franciscana: “1- Você nunca pode perder a esperança em si mesmo; 2- É preciso aprender a cair, para ter forças de se levantar; 3- É necessário aprender a perdoar a si mesmo e também aos outros; 4- Aprender a rir, mas não deixar de ser comprometido com aquilo que você possui; 5- Ir ao encontro das pessoas mais pobres e frágeis e estar com elas” sugeriu Frei Michael.

Finalizando este rico momento de partilha, o representante de São Francisco, ofereceu a cada jovem um tau franciscano abençoado pelo Papa Francisco. E, ajoelhando-se pediu que frades e postulantes o abençoassem com a bênção de São Francisco, momento ímpar e emocionante para todos os presentes.

No sábado (17/02), a celebração da eucaristia das 16h15 marca o encerramento do Encontro do Definitório Geral com os Ministros e Custódios das Conferências dos Frades Menores do Brasil e do Cone Sul.

Equipe de Comunicação da Província da Imaculada

Free Download WordPress Themes
Download WordPress Themes Free
Download WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
free online course
download lava firmware
Download WordPress Themes
online free course