Vida Cristã - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

Ministro Provincial acolhe os postulantes no Seminário Frei Galvão

03/02/2022

Na manhã desta quarta-feira (26/01), a Fraternidade Franciscana São José do Seminário Frei Galvão, em Guaratinguetá (SP), e o Ministro Provincial Frei Paulo Roberto Pereira acolheram com alegria oito jovens para a etapa do Postulantado deste ano na Província Franciscana da Imaculada Conceição. O rito de Admissão dos postulantes foi marcado pela simplicidade e sobriedade durante a oração das Laudes, às 7h30, na capela do Seminário. Também estavam presentes na celebração o Vigário Provincial, Frei Gustavo Medella, o Definidor Frei Marcos Andrade, o Definidor e guardião da Fraternidade, Frei João Francisco da Silva, o mestre Frei Walter de Carvalho Jr e os frades desta casa.

Os novos postulantes – Clemente Ferreira da Costa Junior, Cristian dos Santos Lopes, Felipe Fernando Noronha, Franklin Wakim Batulo, Gabriel Sperança Goschel, Gilson Ramos de Oliveira, Mateus Querino e Victor Gomes Franz – foram chamados, um a um, pelo guardião da Fraternidade, Frei João Francisco da Silva, e apresentados ao Ministro Provincial.

Em círculo, diante do Ministro Provincial, eles fizeram o pedido de admissão para viverem, neste ano de 2022, uma rotina de oração, trabalho, estudo, pastoral, vida em fraternidade e lazer, tudo em vista de se aprofundarem no conhecimento de todos os elementos que são próprios da Vida Franciscana, em preparação para o ingresso no Noviciado. Depois, de joelhos, recitaram a oração que São Francisco de Assis fez diante do Crucifixo de São Damião após a sua conversão e receberam o Tau como “sinal de recordação do amor de Cristo”. Foram abençoados pelo Ministro Provincial: “Concedei a eles, que nos procuram, a generosidade de responder ao vosso chamado de perfeição”, recitou.

Frei Paulo iniciou sua reflexão a partir da festa dos apóstolos SS. Timóteo e Tito, celebrada hoje pela Igreja. Segundo ele, a proximidade com a festa de São Paulo, ontem celebrada, não pode ser considerada apenas uma coincidência do calendário. “Ambos cultivavam afetuosa aproximação com Paulo e participavam com ele do anúncio da proposta de Jesus Cristo e, também com ele, estimulavam a criação de comunidades nos primeiros movimentos do cristianismo. As festas celebradas em sequência denotam a intimidade que os unia e a mesma intenção que partilhavam”, explicou.

“O olhar voltado para o exemplo dos evangelizadores de ontem, com facilidade encontra motivações para o gesto de vocês, hoje acolhidos nesta casa. Do coração do dedicado judeu que fora perseguidor dos cristãos, e veio a tornar-se o grande evangelizador dos povos, do coração dos discípulos que fundaram comunidades e delas se tornaram referências, bem como no coração dos que iniciam neste dia o seu postulantado, deverá sempre pulsar o mesmo sentimento: Conhecer Jesus e fazer-se anunciador do seu Reino”, apontou o Ministro Provincial. “É isso que, nesta manhã, vocês postulam, afinal a palavra postulante tem esse significado: o que postula, solicita, suplica, pede com insistência. O insistente pedido que apresentam inaugura um exigente caminhar que poderá levá-los ao equilibrado autoconhecimento, à comprometida assimilação do espírito da vida fraterna, inspirados pela maneira franciscana de ver o mundo”, orientou.

Segundo Frei Paulo, postulantes são, portanto, pedintes. “Esta afirmação inaugura uma compreensão no mínimo instigante. Nos últimos anos vimos crescer o número dos que ocupam as ruas e marquises de nossas cidades. Uma multidão de crianças, jovens, homens e mulheres, de desempregados e desalentados, que suplicantes estendem as mãos na expectativa da caridade dos passantes. São pedintes. Postulam a sobrevivência, confiantes que o que lhes sobrou de dignidade será sustentado pela solidariedade de pessoas desconhecidas. Esses pedintes nada temem, tudo esperam. Além dos suplicantes das ruas e avenidas, há um outro revelado nas páginas dos Atos dos Apóstolos. Sentado à porta do templo, suplicou a João e a Pedro, que lhe dessem uma esmola. Nada tinham. Ganhou mais do que pediu, e conforme o texto sagrado, entrou com os discípulos no templo, caminhando, saltando e louvando a Deus. E o Evangelho apresenta uma série de postulantes: pecadores, doentes, pais, mães, parentes e patrões, que intercedem pelos seus, todos movidos por duas atitudes fundamentais: reconhecem a sua carência e manifestam confiança em quem pode oferecer o que é pedido”, ensinou Frei Paulo.

“No dia em que acolhemos vocês para o início do postulantado, todos nós queremos recordar a nossa condição de pedintes. Dos primeiros pedintes queremos nos aproximar e, com eles, exigir sejam devolvidos seus direitos, respeitada sua dignidade. Como o pedinte da porta do templo, queremos, curados de nossas doenças, com alegria manifestar o desejo de ser discípulos e fazer de nossas vidas um louvor ao Senhor. Inspirados pelos pedintes do Evangelho, queremos apresentar nossa confiança no vigor que vem daquele que se solidariza conosco a partir das nossas fraquezas. Mais ainda: tendo diante de nós a atitude do próprio mestre Jesus, em tudo semelhante a nós menos no pecado, que na hora mais aguda de sua vida, também ele postulou, solicitou, suplicou, pediu com insistência ao Pai: afasta de mim este cálice. Mas, imediatamente, consciente da sua  tarefa e da sua decisão, deu sentido a todas as solicitações, a todos os pedidos, a todas as súplicas: Não seja como quero, mas como Tu queres!”, ressaltou.

“Como Tu queres. Sendo esse o fundamento da postulação que hoje vocês apresentam, asseguro-lhes, o postulantado será um tempo criativo e abençoado. Serão assim também os dias sucessivos que nos preparam para o grande encontro com o Senhor, itinerário e meta do processo formativo da família que vocês hoje assumem, a família franciscana”, desejou Frei Paulo.

                                              (clique nas imagens para ampliá-las)

Frei Gustavo apresentou os postulantes à Fraternidade Formadora deste ano: Frei João Francisco da Silva; Frei Walter de Carvalho Junior; Frei Jeferson Palandi Broca, vice-mestre; Frei Walter Hugo de Almeida, Frei José Ariovaldo, Frei Alexandre Rohling, Frei Fidélio Gonçalves Ferreira, Frei Lucas de Moura Justino Souza, Frei Vigílio Pereira de Souza e Frei Guilherme Plotegher Neto, fazendo o Ano Missionário. O guardião Frei João Francisco deu a bênção final.

Dia a dia dos postulantes

A rotina no Postulantado se inicia diariamente na capela do Seminário com a Santa Missa e a oração das Laudes. Após o café da manhã, os postulantes reúnem-se na sala de formação para participarem das aulas ministradas pelos frades da casa. Algumas delas: leitura da Legenda dos Três Companheiros (franciscanismo), História da Vida Religiosa e Consagrada, Retórica, introdução à Psicologia em vista do autoconhecimento, Legenda de Santa Clara de Assis (estudo sobre Santa Clara), Língua Portuguesa, Italiana e Inglesa, produção de textos, introdução à Língua Latina, História da Ordem e da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil e introdução à Música. À tarde, o tempo é reservado para os trabalhos: cultivo da horta, manutenção do jardim, confecção de velas artesanais e pães caseiros, entre outros. Nas quartas-feiras e sábados, é reservado um tempo para a prática esportiva. Nos sábados, à tarde, são confeccionadas as pílulas de Santo Antônio de Sant’Ana Galvão que, posteriormente, são abençoadas pelos frades e distribuídas aos romeiros e devotos que visitam o Seminário Frei Galvão.


Frei Ruan Felipe Sguissardi e Moacir Beggo

Download Best WordPress Themes Free Download
Download WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
Download WordPress Themes Free
online free course
download karbonn firmware
Download Premium WordPress Themes Free
ZG93bmxvYWQgbHluZGEgY291cnNlIGZyZWU=