Vida Cristã - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

Haifa: escola das Carmelitas, agora franciscana

03/08/2015

Este texto faz parte da “Série de reportagens sobre as “Escolas da Custódia: De passagem por Haifa”.

Trata-se da escola mais “nova” da Custódia, apesar de muito antiga, pois foi assumida pela Custódia em setembro de 2014.
Seu nome não muda: «Escola italiana das Carmelitas». Mas, agora administrada por um Frade Franciscano.

Em Haifa, Norte de Israel, a poucos quilômetros do Mosteiro Stella Maris, encontra-se a «Escola Italiana da Carmelitas». Para chegar a ela a partir do Mosteiro, precisa descer pela estrada que costeia o Monte Carmelo, a qual os cristãos locais percorrem, ao subir em peregrinação à Virgem, em julho.

Uma jovem senhora e alguns alunos esperam a abertura da porta da escola. «És uma aluna?» pergunta um aluno, que sorri enquanto espera a resposta. «Não”, responde sorrindo a jovem, “não! Sou Professora! A Professora de Artes Plásticas!»

Superada a soleira do portão, um corredor a céu aberto, que separa o Liceu, à esquerda, do Colégio, à direita, se oferece ao visitante. O guarda, com sotaque russo e voz forte, nos indica em Hebraico a direção certa para encontrar o Frade, franciscano e italiano, Pe. Fr. Arturo Vasaturo, novo Supervisor geral da escola.

No início do século vinte, três Irmãs carmelitas desembarcaram no porto de Haifa e fixaram residência num quarteirão residencial, não muito longe da costa. Ensinaram às meninas costurar e bordar; mais tarde, também Música e Línguas. Durante mais de cem anos, a escola cresceu “espontaneamente”. Fizeram-se construções e compraram-se terrenos adjacentes. A casa, mudada em estabelecimento, aumentou sem perder seu fascínio familiar.

As Irmãs conhecem pessoalmente cada aluno que frequenta a escola e suas famílias, de geração em geração. Irmã Maria-Esther Bsharat é carmelita. Nascida em Nazaré, ensina Catecismo e Italiano, desde 2007. «Nesta escola, caminhamos ao alto!» confessa a Irmã, usando essa metáfora árabe que expressa qualidade! E seus resultados o comprovam. «Mas, o mais importante é manter e nutrir a vida espiritual dos alunos em suas relações com seus amigos muçulmanos, drusos e hebreus!»

Giselle Abu-Ayoub e Raghida Dahoud, Diretoras do Liceu e do Colégio, e Fr. Arturo reconhecem a singularidade da escola e seu potencial de valores. É, por sua maioria, uma escola cristã!

O acento é colocado tanto na formação intelectual quanto nos valores humanos. Sua instrução é de qualidade. Os valores, dos quais a escola se faz portadora, atraem outras confissões de língua árabe, de geração em geração. «A educação – explica Fr. Arturo – é educar e instruir. Portanto, não só instruir. A escola é um viveiro, um seminarium, e as condições, em Haifa, são ideais. Haifa é uma cidade doce e serena, e a escola é pequena e familiar!».

A troca da Direção é feita na estima pela herança das Irmãs e pela acolhida da parte dos Frades. A Senhora Abu-Ayoub, que está nesta escola há 37 anos, como aluna, Professora e, agora, Diretora do Liceu, sente-se em casa na escola. «Sabíamos que as escolas da Custódia da Terra Santa são de nível excelente. Contudo, mais não sabíamos! Desde julho, cada dia nos reconforta!».

A Escola Italiana das Carmelitas segue o sistema pedagógico israelense e prepara os alunos à realidade do país, tal como as escolas da Custódia. Contudo, a escola propôs cursos de Italiano a quem desejar. Nela, portanto. se pode aprender Árabe, Hebraico, Inglês e Italiano. A Senhora Dahoud, Diretora do Colégio, faz votos de que seus alunos se realizem num autêntico espírito cristão. Ele sublinha a importância de apoiar o estudante, mas também o Professor, para que ambos possam doar-se inteiramente. Trabalhando sobre novas atividades, os estudantes serão confrontados com novos pontos de vista, `com nova sensibilidade e horizontes, a fim de levar seu próprio país a novos horizontes intelectuais linguísticos e culturais. «Minha missão, acrescenta – a senhora Dahoud – é transmitir aos estudantes, através de meu trabalho, a mensagem de Cristo, o amor ao transmitir e, sobretudo, o amor ao próximo!»

Fr. Arturo sublinha a importância da madureza nos valores e na fé cristã, e acentua sua importância na formação humana: «Estamos aqui para todos os habitantes de Haifa, a serviço dos cristãos e de toda a população. Queremos acompanhar as gerações dos cristãos leigos e responsáveis pelo futuro sócio – econômico, a fim de que possam enraizar-se e, aqui, permanecer!». O Frade sublinha o senso de urgência e o caminho lúcido que devem adotar as escolas cristãs em Israel. «Não precisa perder tempo porque aqui, para sobreviver, precisa ser o melhor em todos os campos!»

Haifa é célebre por sua tranquilidade, sua tolerância religiosa, seu caráter político. O segredo de sua doçura se deve, talvez, à sua vizinhança com o mar e, mais concretamente, pela imigração tão variada no seio da população hebraica. Em todo o caso, a escola italiana das Carmelitas goza dessa vantagem para construir um futuro seguro e promissor aos cristãos e às gerações futuras.


Fonte: Custódia da Terra Santa.

Download Best WordPress Themes Free Download
Download Nulled WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
Download Premium WordPress Themes Free
online free course
download mobile firmware
Download WordPress Themes Free
free download udemy paid course

Conteúdo Relacionado