Vida Cristã - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

Creio em Deus Pai – 3.

05/06/2012

curso_escoladafe_1parte
1- Trindade Criadora (CIC, nn 290-292)

A primeira frase da Bíblia diz:
“No princípio Deus criou o Céu e a Terra” (Gn 1,1).

O próprio catecismo deixa bem claro que por Céu e Terra entende tudo quanto existe fora de Deus. Isso traz algumas consequências adicionais.

Diz que só Deus existia. Só Deus é eterno no sentido completo, olhando-se para o começo e para o fim. Olhando para trás descobrimos que toda a Criação começou no tempo (“no princípio”), não na eternidade. Olhando-se para o futuro, percebemos que Deus quer que sejamos eternos. “Creio na vida eterna” é parte essencial do conteúdo de nossa fé.

Acreditar que a Criação, agora entendida como o Universo, não tenha fim, pode caber bem no universo de nossas crenças. Afinal, o vidente de Patmos diz: “Vi então um Céu novo e uma nova Terra” (Ap 21,1).

Um certo problema pode vir à mente de pessoas que afirmam que tudo quanto existe no Universo teve início no “Big-Bang”.

Calculam os cientistas que essa mega explosão inicial teria acontecido há mais de 13 bilhões de anos. Mas não implica isso em negar que o Universo teve início no tempo, ou negar que foi criado por Deus. O Nada não explode e nada gera.

“No princípio era o Verbo … e o Verbo era Deus … Tudo foi feito por Ele, e sem Ele nada foi feito” (Jo 1, 1-3 cit. por CIC n 291).

O N.T. nos diz que tudo foi criado por Deus através de Seu Filho bem amado.

E o Espírito Santo?
Claro, se a Trindade é eterna as Tres Pessoas não são criadas, mas igualmente eternas.
Logos e Espírito são consubstanciais ao Pai. Portanto, não é concebível qualquer ação divina sem envolver as Tres Pessoas.

O Símbolo Niceno-Constantinopolitano fala do Espírito Santo como o “doador da vida”. O magnífico hino “Veni, Creator Spiritus” está incorporado pela Igreja Católica no tesouro de nossa Fé. O Espírito Santo é Criador.

O Ofício Divino das Vésperas de Pentecostes da Liturgia Bizantina diz que o Espírito Santo é “fonte de todo o bem”.

A nossa Igreja também incorpora essa expressão à Fé Católica (CIC, n 291).

Conclusão:
“a Criação é obra comum da Santíssima Trindade” (CIC, n 292).

2- O Genesis e a evolução; ou Ciência x Fé.

2.1- Introdução.

Trata-se de um tema cuja atualidade é recente e de importância crescente.
É a principal bandeira dos que poderíamos chamar de “os cientificistas”, que combatem uma visão religiosa do universo.

Trata-se de uma armadilha (Jesus qualificaria de “escândalo”) na caminhada da fé para muita gente. O modo como as coisas são apresentadas ajuda a gerar uma suposta dicotomia, onde se acredita que duas determinadas coisas não podem existir e ser verdadeiras ao mesmo tempo.

Prometo ser o mais breve possível para não cansar ninguém.

2.2- Teoria científica (Evolucionismo) x “Teoria Religiosa” (Criacionismo).

Essa é a forma mais comum como o suposto problema é apresentado.

As principais vítimas dessa armadilha são nossos alunos de todos os níveis. Os principais agentes armadores desse falso problema são professores também de todos os níveis, incluindo-se nossos professores de religião, catequistas e muitos e muitos pregadores. Não estou a acusar de desonestidade ou má vontade a ninguém.

As maiores fontes desse problema são ignorância, pouca formação filosófica e fundamentalismo religioso. Esses fundamentalistas são os maiores responsáveis pelos estragos causados em nossas crianças e jovens.

Para começar, todos que falam do problema, em termos de “teoria científica x teoria religiosa”, precisariam voltar para seus bancos escolares e preencher vazios em sua formação de professores, catequistas ou pregadores.

De saída percebemos aí uma confusão imperdoável de conceitos. Todos os que ensinam tem a obrigação moral de empregar conceitos verdadeiros e corretos.

A palavra teoria significa um conjunto organizado de idéias e hipóteses explicativas de uma área de conhecimento que ainda não atingiu um estágio de verdade aceita por toda a comunidade científica. A melhor teoria é aquela que melhor explica a realidade. A teoria evolucionista, sem dúvida, é a que melhor explica, pelo menos, a grande diversidade e constantes modificações observadas nos seres vivos.

Teoria só tem sentido quando empregada no universo da linguagem científica.

Não existem teorias em religião.
As religiões lidam com crenças e os conteúdos dessas crenças, sem esquecer os valores.

2.3- Releitura do Genesis.

Falo em releitura porque todos conhecem o Genesis.
Mas vamos ler de novo e com olhos melhorados.

Precisaríamos repassar os principais elementos estudados numa introdução à leitura bíblica em geral e do Genesis em particular.
Não vai ser possível fazê-lo aqui.

Contudo, é necessário dizer que não podemos ler textos bíblicos em geral, sobretudo os textos apresentados em forma de relatos, e entendê-los ao pé da letra. Normalmente, sem perceber, tendemos a entender um relato bíblico da mesma forma que costumamos entender relatos dos dias em que vivemos. Mas se tomarmos relatos dos dias de hoje, quanta variação existe.
Imagine uma experiência sua.

Voce presencia o atropelamento de uma criança. Em pouco tempo voce é convidado a relatar o que viu a um repórter. Pouco depois chega a equipe médica e voce , como principal testemunha, é convidado a fazer um relato à equipe. Não demora muito e voce precisa também fazer um relato para um inquérito policial. Por fim, voce também é convidado a contar à mãe o que voce viu.

Creio que todos podem imaginar que cada um desses relatos vai variar bastante em termos de palavras empregadas, de detalhes, aqui omitidos, ali ressaltados, sem contar a variação no colorido emocional.

No mínimo tentamos ler relatos bíblicos com idéias que temos de História em nossos dias. Ora, a História como uma ciência é muito recente.

E muitas narrações bíblicas são anteriores à invenção da escrita e tem raízes e linguagem mitológicas. Ler e entender ao pé da letra tais conteúdos antigos pode ser verdadeira falsificação do que o texto quer nos falar.

Voltando ao Genesis, o Catecismo Holandês afirma “a narrativa da Criação”, por exemplo, com seus seis dias é um poema!

Pretende ensinar que Deus criou todas as coisas. A forma de apresentação literária é uma ‘invenção’ genial, não um relatório histórico. Já Santo Tomás, no século 13, chamou a atenção sobre esse fato” (op. cit. p 62).

2.4- Algumas conclusões.

Do que foi dito acima aqui podemos anotar e gravar bem algumas afirmações.

-> Um religioso, enquanto religioso, nada tem o que criticar em teorias científicas.
-> O cientista, enquanto cientista, nada tem a opinar sobre o campo da fé religiosa.
-> Não existe conflito entre linguagem científica e religiosa se ambas forem empregadas corretamente.

-> Não há antagonismo entre conteúdos ou pensamentos das ciências e das religiões. Assim, se um autor religioso afirma algo sobre a natureza, e as ciências naturais descobrem que não é assim, deve prevalecer a verdade da ciência.
A Bíblia fala em dragões.
Cientistas mostram que dragões nunca existiram.

-> As Ciências estudam a natureza de toda a Criação.
O cristão crê que tudo quanto existe está aí pelo poder criador de Deus.
-> O religioso acredita na origem de toda a Criação. Cabe ao cientista pesquisar e descobrir onde e quando cada ser se formou.

-> O cientista pode dizer que todo o universo que aí está surgiu de um Big-Bang.
Mas não consegue explicar como e de onde surgiu o material que explodiu!

-> Por fim, não há oposição ou conflito entre evolucionismo e Fé. O naturalista tenta provar que todo ser vivo está em constante evolução. O religioso afirma apenas que toda vida vem de Deus. O cientista só pode dizer que a vida evolui. Aliás, isso combina melhor com a história de nosso planeta que está em constante mudança.

Na aula passada afirmávamos que:

“Deus não criou,
mas está agora criando o Universo”!

Frei Hipólito Martendal, OFM.

TEXTO EM PDF PARA IMPRESSÃO

 

 

Download Premium WordPress Themes Free
Download WordPress Themes Free
Download WordPress Themes Free
Download Premium WordPress Themes Free
online free course
download xiomi firmware
Download Nulled WordPress Themes
download udemy paid course for free