Vida Cristã - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

Sábado da 3ª semana do Advento

  • Primeira leitura
  • Salmo
  • Evangelho
  • Sabor da Palavra

Cântico 2,8-14

8 É a voz do meu amado! Eis que ele vem saltando pelos montes, pulando sobre as colinas. 9 O meu amado parece uma gazela ou um cervo ainda novo. Eis que ele está de pé atrás de nossa parede, espiando pelas janelas, observando através das grades. 10 O meu amado me fala, dizendo: “Levanta-te, minha amada, minha rola, formosa minha, e vem! 11 O inverno já passou, as chuvas pararam e já se foram. 12 No campo aparecem as flores, chegou o tempo das canções, a rola já faz ouvir seu canto em nossa terra. 13 Da figueira brotam os primeiros frutos, soltam perfume as vinhas em flor. Levanta-te, minha amada, formosa minha, e vem! 14 Minha rola, que moras nas fendas da rocha, no esconderijo escarpado, mostra-me teu rosto, deixa-me ouvir tua voz! Pois a tua voz é tão doce, e gracioso o teu semblante”.

Palavra do Senhor.

Sl 32(33)

Ó justos, alegrai-vos no Senhor! / Cantai para o Senhor um canto novo!

Dai graças ao Senhor ao som da harpa, / na lira de dez cordas celebrai-o! /
Cantai para o Senhor um canto novo, / com arte sustentai a louvação! – R.

Mas os desígnios do Senhor são para sempre, † e os pensamentos que ele traz no coração, /
de geração em geração, vão perdurar. / Feliz o povo cujo Deus é o Senhor /
e a nação que escolheu por sua herança! – R.

No Senhor nós esperamos confiantes, / porque ele é nosso auxílio e proteção! /
Por isso o nosso coração se alegra nele, / seu santo nome é nossa única esperança. – R.

Lucas 1,39-45

39 Naqueles dias, Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judeia. 40 Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. 41 Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre, e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. 42 Com um grande grito, exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! 43 Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? 44 Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. 45 Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”.

Palavra da Salvação.

“Como posso merecer que a mãe do meu Senhor venha visitar-me?”.

A pergunta que brota espontaneamente do coração de Isabel é a mesma que todos nós, que nos dedicamos a pensar a respeito do profundo mistério de amor que levou o Filho de Deus a se encarnar no ventre de Maria, dirigimos a Deus.

Como podemos merecer tal amor? Como podemos nos tornar um pouco mais dignos para acolher o próprio Deus que se encarna na história, se aproxima de nós e deseja partilhar de nossa vida, adentrando em nossos lares simplesmente porque nos ama? A resposta a esta questão deve ser experimentada na fé: não o podemos! Nada que façamos pode diminuir este abismo entre quem nós somos e quem é Deus para nós. Esta distância só pode ser superada por vontade exclusiva de Deus. E Ele já a superou! Ele já se encarnou e permanece encarnado no coração de todos os homens e mulheres de boa vontade que abrem as portas de seu coração para que ali ele possa habitar!

Que o Menino Deus nos permita cultivar este coração dócil à sua visita para que possamos sentir a mesma alegria que Isabel sentiu ao reconhecê-lo diante de si.

Reflexão feita pelos noviços.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.