Notícias - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

Encerramento da Semana Nacional da Família é celebrado com festa

20/08/2012

Notícias

Por Cláudio Santos, especial para este site
A Pastoral Familiar da Diocese de Duque de Caxias e São João de Meriti e franciscanos seculares da Fraternidade Santo Antônio celebraram ontem, na Catedral Santo Antônio, em Duque de Caxias (RJ) o encerramento da Semana Nacional da Família 2012. Durante as atividades da semana, os franciscanos seculares apresentaram o modelo de vida dos beatos Luquesio e Buanadona, considerados pela tradição como o primeiro casal franciscano secular.
A OFS surgiu no decorrer do ano 1221. São Francisco foi levado a fundá-la pelos insistentes pedidos dos fiéis casados que desejavam, a exemplo dos frades e clarissas, viver o Evangelho na forma revelada por ele. Pela força do seu exemplo de desprendimento aos bens materiais e de assistência aos pobres, o casal converteu a maior parte da população da cidade de Poggibonzi, na Itália. O Papa Inocêncio XII, em 1694, beatificou os dois.
A Semana Nacional da Família tem como objetivo geral promover, fortalecer e evangelizar a família, a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como Igreja discípula, missionária e profética, alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida, rumo ao Reino definitivo.
Durante a última semana – iniciada no domingo Dia dos Pais (12) – as 20 paróquias da diocese promoveram momentos de encontro e celebração, com a preocupação de promover o valor único e próprio da família. Ao longo da semana, os agentes da pastoral puderam debater o subsídio ‘Hora da Família’, oferecido pela Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família com o tema ‘A Família: o trabalho e a festa’ para introduzir a reflexão e celebração sobre o tema da família na dimensão do trabalho e na festa.
O objetivo do tema é pensar na família como patrimônio da humanidade sugerindo, assim, a idéia que a família é patrimônio de todos, e que ao mesmo tempo contribui universalmente para a humanização da existência. A partir do subsídio, os agentes de pastoral transmitir os ensinamentos da Igreja com simplicidade, clareza e precisão, sem prescindir da compreensão e da caridade cristãs perante as diversas realidades vividas pelos casais, além de promover o fortalecimento dos laços familiares nos ensinamentos evangélicos e apontar caminhos para a solução das crises e dos problemas de todo o tipo presentes no seio da família.
Os temas reforçaram a necessidade de unir esforços para que a família seja, de fato, um santuário de vida, valorizando o ser humano em todos os seus estágios, desde a concepção até a morte natural, contrapondo as leis que contrariam essa verdade natural; e despertando ainda a família para sua missão sagrada, insubstituível e inalienável de educadora, de escola na qual se aprendem e experimentam os valores humanos e evangélicos.
Na celebração de encerramento, padre Joaquim Manuel, assessor diocesano da Pastoral Familiar, salientou a necessidade de se motivar o sentido missionário da família, buscando todos os meios para sanar e fortificar esta ‘célula’ básica da sociedade da qual deriva o vigor a todo organismo social. O projeto de Deus para a família é muito amplo, engloba a vivência do amor e do perdão, de um relacionamento profundo no próprio âmbito familiar, pois a família não se encerra em si mesma, como também o indivíduo não está para si, mas para o outro. Por fim destacou que a festa da Assunção de Nossa Senhora é uma oportunidade para reconhecer na figura de Maria um modelo de acolhimento e de amor, cuja fé e confiança em Deus deve se espelhar em todas as famílias.
Veja mais imagens
[nggallery id=220]