Cultura franciscanaIconografia Franciscana

Vicente Carducho

Pintor espanhol (1576-1609)

Nasceu em Florença cerca de 1576, mas se mudou para a Espanha junto a seu irmão Bartolomé em torno de 1585.

Protegido pelo Duque de Lerma, foi nomeado pintor do rei em 28 de janeiro de 1609, posto que ele manteve até sua morte em 1638, coincidindo com Velázquez neste trabalho para a realeza.
Influenciado pela obra de seu irmão, deixará notar em suas primeiras mostras certas influências do manierismo, fundamentalmente nas complicadas composições e em suas estudadas poses.

Sem dúvida, pouco a pouco, fará total assimilação do estilo reformista, culminando no final de 1620 com o elevado realismo de seus quadros.

As conclusões da Reforma Católica estabeleciam a necessidade de criar imagens próximas emocionalmente do fiel e compreensíveis visualmente. Um tema predileto dos pintores naturalistas, que foram escolhidos pela Reforma, é a Sagrada Família, que defende o dogma da Virgindade de Maria e o dogma da divindade de Cristo em vez de sua humanidade. Nessa linha de pensamento, ele pinta vários quadros, entre eles a “Visão de São Francisco” e a “Visão de Santo Antônio”.

Muito importante será, junto com o seu trabalho artístico, o seu trabalho como defensor da profissão. A atração que sentia pela atividade artística e literária o levaria a ter contatos com notáveis personalidades, entre as quais Lope de Veja, o Juan de Jauregui, além de ter um elevado número de livros de poesia em sua biblioteca (cerca de trezentas obras).

Veja imagens