Vida CristãSanto do dia › 03/10/2018

São Dionísio Areopagita

03São conhecidos 22 santos (ou veneráveis, beatificados) com o nome de Dionísio e três santas mártires (Dionísia). Comemoramos a 8 de abril são Dionísio de Corinto, cujo elogio foi feito por são Jerônimo e Eusébio de Cesareia e que viveu em meados do século II. Alguns de seus homônimos são mais célebres do que ele, como são Dionísio, bispo de Paris, no século III, que foi decapitado juntamente com Rústico e Eleutério e é lembrado no atual calendário no dia 9 de outubro. Sobre o seu túmulo, na colina de Montmartre, foi edificada uma basílica, junto à qual no ano de 630 o rei Dagoberto fundou uma abadia, cujos monges foram os responsáveis mais diretos pela confusão entre esse mártir e outros Dionísios (Dionísio Areopagita e Dionísio de Alexandria).

A data de hoje é consagrada ao Areopagita. O homenageado foi convertido pelo apóstolo Paulo (At 17,34) durante a sua pregação aos gregos no Areópago, daí ter sido agregado ao seu nome o apelido de Areopagita.

O Areópago era o tribunal supremo de Atenas, na Grécia, onde eram decididas as leis e regras gerais de conduta do povo. Só pertenciam a ele cidadãos nascidos na cidade, com posses, cultura e prestígio na comunidade. Dionísio era um desses areopagitas.

Nascido na Grécia, no seio de uma nobre família pagã, estudou filosofia e astronomia em Atenas. Em seguida, foi para o Egito finalizar os estudos da matemática. Ao regressar a Atenas, foi nomeado juiz. Até ele chegou o apóstolo Paulo, quando acusado ante o tribunal em que se encontrava Dionísio.

Dionísio, ao assistir à eloquente pregação de Paulo, foi o primeiro a converter-se. Por isso conseguiu para si inimigos poderosos entre a elite pagã que comandava a cidade. Foi então que são Paulo acolheu o areopagita entre seus primeiros discípulos.

Logo em seguida, Dionísio foi consagrado pelo próprio apóstolo como bispo de Atenas. Nessa condição, ele fez muitas viagens a terras estrangeiras, para pregar e aprender a cultura dos outros povos. Segundo se narra, nessas jornadas teria conhecido pessoalmente são Pedro, são Tiago, são Lucas e outros apóstolos. Além de os registros antigos fazerem referência sobre ele na dormição e Assunção da Virgem Maria, a mãe do Filho de Deus.

Em Atenas, seus opositores na política conseguiram sua condenação à morte pelo fogo, mas ele se salvou, viajando para encontrar-se com o papa em Roma. Depois, só temos a informação do Martirológio Romano, na qual consta que são Dionísio Areopagita morreu sob a perseguição contra os cristãos no ano 95.

A Igreja também celebra hoje a memória dos santos: Maria Josefa e Geraldo de Brogne.