Ministro Geral pede mudanças nas estruturas da Ordem

O Ministro Geral Frei Michael A. Perry, durante a homilia na celebração eucarística de abertura do Conselho Plenário da Ordem dos Frades Menores (OFM), nesta segunda-feira,  18 de novembro, em Varsóvia, na Polônia, pediu mudanças nas estruturas internas da Ordem, usando a reflexão do Evangelho de Lucas (18,38.41), quando Jesus  encontra o cego no caminho de Jericó e lhe faz o pedido: “Quero ver de novo!”

“Queridos irmãos, viemos a este Conselho Plenário da Ordem para nos colocarmos ao lado do pobre mendigo cego no caminho de Jericó. Abramos nossa boca, nosso coração, toda nossa vida para, juntos, gritar a Deus: “Senhor, queremos ver!”. Sim, também nós queremos ver, queremos entender o que Deus está nos pedindo, o que Ele espera de nós como irmãos e membros da Fraternidade Universal. Queremos ver claramente o que Jesus está nos pedindo, o que está nos convidando a mudar”, disse o Ministro Geral.

Segundo Frei Michael, a reunião no Centro de Animação Missionária dos Palotinos de Varsóvia não é simplesmente e principalmente para fazer modificações e alguns outros detalhes jurídicos úteis para a organização da Fraternidade universal. “Claro que também vamos fazer isto! Estamos aqui para cumprir uma vez mais um ato de fé com a finalidade de abrir novamente nossas vidas e a vida da Ordem a Jesus, que passa por nosso caminho e quer renovar a nossa vida, para que também nosso testemunho seja novo e eficaz para o mundo, um mundo que está mudando rapidamente e que, sem dúvida, sempre tem fome de significado e sentido. Reconhecemos nossa pobreza de espírito e, ao mesmo tempo, cremos que Jesus nos sanará e nos devolverá a graça original, tanto em nível pessoal como em nível da Fraternidade universal da Ordem. Confio que Jesus nos tornará capazes de fazer nossa sua visão do Reino de Deus, ao que fomos chamados, e para o qual fomos encarregados por nossos irmãos que vivem o Evangelho em fraternidade e minoridade, como evangelizadores e portadores do dom do Evangelho”, emendou.

O Ministro Geral, então, reforçou o pedido aos frades: “Irmãos, não tenhamos medo de gritar todos juntos e, juntos com toda a Ordem: ‘Jesus, Filho de Davi, tem de piedade de nós! Senhor, faz com que possamos vê-Lo!'”.

Também no seu discurso, usou a citação do Evangelho “Vinho novo em odres novos” (Mt 9,17) para falar do futuro das estruturas e missão da Ordem no mundo de hoje. Depois de propor algumas das prioridades da Fraternidade universal, ele levantou a necessidade de uma mudança das estruturas internas da Ordem.

Participam desta reunião do Conselho Plenário os 69 irmãos de todas as Conferências da Ordem: 11 membros do Governo Geral, 26 Delegados de Conferências, sete diretores nomeados pelo Ministro Geral e, do Conselho, 25 oficiais.  Além do discurso do Ministro Geral, falou o presidente da Conferência Norte-eslava, Pe. Rufin Maryjka, que deu boas vindas aos participantes. Entre eles, o Vigário Provincial desta Província da Imaculada, Frei Estêvão Ottenbreit, como delegado da Conferência dos Frades Menores do Brasil.

Ao longo do primeiro dia, procedeu-se à aprovação do regulamento e a escolha dos moderadores das sessões e os membros da Comissão Econômica do CPO.

Moacir Beggo, com informações do site da Ordem (www.ofm.org)