Vida CristãSantos franciscanos › 13/03/2018

Bem-aventurado Angelo de Pisa

Sacerdote da Primeira Ordem (1194-1236). Leão XIII aprovou seu culto no dia 4 de setembro de 1892.

Agnelo de Pisa é a glória não só de Pisa, sua cidade natal, senão de Oxford, onde morreu em 1236. Percorrer, através de seus pés descalços seu itinerário entre o Arno e o Tamesis é seguir uma das etapas mais importantes da difusão do franciscanismo na Europa. O jovem Agnelo conheceu São Francisco em Veneza e foi um dos muitos atraídos por sua palavra e exemplo. Seguindo-o descalço, por amor da Dama Pobreza, logo mostrou seus dotes de ótimo organizador e realizador, apesar da modéstia de verdadeiro franciscano, que conservou durante toda a sua vida.

Por isso foi enviado muito jovem para a França pelo mesmo São Francisco, com um grupo de irmãos destinados a fundar os primeiros conventos franciscanos em Paris. Frei Agnelo foi o primeiro custódio, o superior das casas ali fundadas por ele, dando provas de grande zelo e de exemplar sabedoria.

Por isso, no Capítulo Geral de 1223, São Francisco o incumbiu de uma tarefa todavia mais exigente: a conquista espiritual de todo um país, a Inglaterra, fundando ali uma Província Franciscana.

Frei Agnelo desembarcou em Dover com oito companheiros, a 10 de Setembro de 1224. Já nos finais daquele ano dois conventos haviam sido fundados por ele; um em Cornhill, perto de Londres, outro em Oxford. Nos anos seguintes as casas franciscanas se multiplicaram na Inglaterra a despeito de todas as previsões.

Frei Agnelo compreendeu a importância dos estudos e do ensino para o porvir da Ordem e de sua Província de Oxford, onde ele havia fundado o segundo convento, era e ainda hoje permanece – o maior centro universitário do país.

Os Dominicanos já haviam ali uma casa de estudos; o mesmo fizeram poucos anos depois os franciscanos com Frei Agnelo, que convidou a ensinar teologia ali o próprio chanceler da Universidade, Roberto Grossatesta. A escola franciscana de Oxford logo adquiriu grandíssimo destaque e assim permaneceu nos séculos que seguiram.

Toda a província franciscana da Inglaterra adquiriu renome por sua virtude e doutrina. Tanto êxito, no entanto, não diminuíram a humildade de Frei Agnelo, que não se ensoberbeceu, nem mesmo ao ser escolhido conselheiro do Rei Henrique III, ou ainda ao se tornar o sábio mediador nas controvérsia políticas e diplomáticas. Por obediência aceitou a ordenação sacerdotal.

Como padre provincial foi a Assis para o capítulo de 1230, voltando em seguida para a Inglaterra. Pouco depois morreu com a idade de 42 anos, em Oxford, no ano de 1236. Sua fama de santidade prontamente rodeou esse inglês de Pisa, símbolo vivente da unidade espiritual dos dois países.  Leão XIII a 4 de Setembro de 1892 aprovou seu culto.

Fonte: “Santos Franciscanos para cada dia”, Ed. Porziuncola.