A InstituiçãoNotícias › 04/10/2018

Como Francisco, é preciso sair dos muros da indiferença

largo_041018 830

Érika Augusto

São Paulo (SP) - Nesta quinta-feira, 4/10, a Igreja celebra a memória de São Francisco. No Convento e Santuário a ele dedicados, localizado no centro da capital paulista, o clima era de festa desde a noite de ontem, quando foi celebrado o Trânsito do Seráfico Pai.

Moleque: resgatado de um incêndio na Favela do Moinho

Moleque: resgatado de um incêndio na Favela do Moinho

A primeira missa foi celebrada às 7h30. A cada hora e meia, até às 18h, haverá celebração. Como é tradição, muitas pessoas trazem seus animais de estimação para serem abençoados. A dona do Moleque, um enorme gato que estava confortavelmente deitado na entrada do Santuário, conta emocionada que ele foi resgatado de um dos primeiros incêndios ocorridos na Favela do Moinho, na região central da cidade. Como esta, muitas histórias de animais resgatados. A ONG Clube dos Vira-latas, já parceira do Santuário, trouxe por mais um ano a feirinha de animais para doação. Quatro cães que esperam por um dono e por uma vida melhor, assim como o gato Moleque.

A missa do meio dia foi presidida pelo reitor e pároco do Santuário, Frei Alvaci Mendes da Luz. Em sua homilia, ele afirmou que o Santo de Assis destaca-se não somente pelo cuidado com os animais e o meio ambiente, mas com a valorização do ser humano. “Francisco foi capaz de encontrar no leproso, no pobre, no esquecido de sua época, o rosto de Jesus Cristo. Talvez seja este Francisco que precisa ser ressuscitado para nós. Vivemos numa sociedade em que não conseguimos mais enxergar o outro como próximo. Cada vez mais nos isolamos, ao invés de criar pontes, criamos muros, barreiras, impedimentos. Francisco precisou sair para fora dos muros de Assis para abraçar quem estava do lado de fora”, explicou Frei Alvaci.

Esta celebração contou ainda com a presença da equipe do Zoológico de São Paulo. Ao final da missa, Frei Alvaci abençoou os animais trazidos pelos funcionários: uma cobra, um lagarto e um filhote de bem-te-vi. Eles também montaram um stand no lado externo, para conscientizar os visitantes sobre a importância do cuidado com o meio-ambiente.

Na missa das 13h30, Frei Vanilton Leme falou que os seguidores de Francisco devem assemelhar-se a ele no modo de vida, não deixando que o poder interfira na relação com o próximo. “São Francisco, mais que um ideal, é uma forma de vida. Este modo de ser só é revelado na prática. Só seremos reconhecidos como cristãos e franciscanos quando, de fato, reproduzirmos os gestos daqueles que nós seguimos: Jesus e São Francisco”, aconselhou.

Francisco: pioneiro no diálogo inter-religioso

largo_041018 3Em 1219, Francisco de Assis causou surpresa ao ir até Damietta, no Egito, encontrar-se com o Sultão al-Malik al-Kamil, na tentativa de buscar a paz e o diálogo e interromper a guerra entre muçulmanos e cristãos. A passagem não é esquecida pelos seguidores do Santo de Assis. No Convento São Francisco, Eleni de Oyá, sacerdotisa do culto afro-brasileiro e devota de São Francisco, encontra a mesma porta aberta para o diálogo.

Ela afirma que aqui encontra, além da acolhida, pessoas de outras religiões que sentem-se bem em estar aqui. Além de frequentar a paróquia, ela ajuda o Serviço Franciscano de Solidariedade (Sefras), através do Chá do padre. Ela, que é cabeleireira, ajuda no corte de cabelo dos moradores em situação de rua.

Sobre Francisco de Assis e o candomblé, ela afirma que um ponto em comum é o amor à natureza. “O candomblé é a religião da natureza. Os orixás são a força da natureza, que está presente também em nós. A árvore não é só árvore, a água não é só água. Francisco de Assis é o santo que dizia que nós somos irmãos de toda Criação. Isso me aproxima muito de Francisco de Assis. Já naquela época, ele foi um homem muito a frente de seu tempo”, afirmou.

A festa no Convento e Santuário São Francisco continua até às 18h. As próximas missa serão às 15h, 16h30 e 18h. No lado externo, o público poderá conferir barracas com comidas típicas, adoção de animais, bênção das criaturas, venda de pão do convento e muito mais. Na parte interna do Convento, os visitantes poderão conferir a Exposição Relíquias Franciscanas – Transcendência e Sacralidade na vida e no corpo dos Santos.

Confira a programação completa no Facebook do Santuário: https://bit.ly/2QVB2Bv