Histórico dos Sínodos

29 de setembro de 1967 a 29 de outubro de 1967

1ª Assembleia Geral Ordinária

O Sínodo dos Bispos foi instituído por Paulo VI com o Motu proprio Apostolica sollicitudo de 15 de setembro de 1965. A primeira Assembleia Geral ordinária aconteceria dois anos depois, com o tema “A preservação e o fortalecimento da fé católica, a sua integridade, o seu vigor, o seu desenvolvimento, a sua coerência doutrinal e histórica”.

 

11 de outubro de 1969 a 28 de outubro de 1969

1ª Assembleia Geral Extraordinária

Tema: “Cooperação entre a Santa Sé a as Conferências Episcopais”. Cardeal Agnelo Rossi, então arcebispo de São Paulo, foi um dos três presidentes delegados. Realizada durante o pontificado de Paulo VI.

 

30 de setembro de 1971 a 6 de novembro de 1971

2ª Assembleia Geral Ordinária

Tema: “O sacerdócio ministerial e a justiça no mundo”. Realizada durante o pontificado de Paulo VI.

 

27 de setembro de 1974 a 26 de outubro de 1974

3ª Assembleia Geral Ordinária

Tema: “A evangelização no mundo moderno”. No ano seguinte à assembleia sinodal, em 18 de dezembro de 1975, foi publicada a Exortação Apostólica Evangelii nuntiandi, sobre a evangelização no mundo moderno. O documento é de autoria do Papa Paulo VI.

 

30 de setembro de 1977 a 29 de outubro de 1977

4ª Assembleia Geral Ordinária

Esse foi o último Sínodo dos Bispos realizado durante o pontificado do Papa Paulo VI. O tema em questão foi “A catequese no nosso tempo”. A temática voltou à tona em 16 de outubro de 1979, com a publicação da Exortação Apostólica Catechesi tradendae , do Papa João Paulo II. O relator geral dessa assembleia foi um brasileiro, o então arcebispo de Fortaleza (CE), Cardeal Aloísio Lorscheider.

 

26 de setembro, 1980 a 25 de outubro de 1980

5ª Assembleia Geral Ordinária

Em 1980, bispos de várias partes do mundo se reuniram pela primeira vez em assembleia geral sob a presidência do Papa João Paulo II. Desta vez, o tema em discussão foi “A família cristã”. Pouco mais de um ano depois, em 22 de novembro de 1981, o Papa João Paulo II publicou a Exortação Apostólica Familiaris Consortio, sobre a função da família cristã no mundo.

 

29 de setembro de 1983 a 29 de outubro de 1983

6ª Assembleia Geral Ordinária

Tema: “A penitência e a reconciliação na missão da Igreja”. Os trabalhos dessa assembleia culminaram na Exortação Apostólica Pós-Sinodal Reconciliatio et paenitentia, publicada em 2 de dezembro de 1984 pelo Papa João Paulo II.

 

25 de novembro de 1985 a 8 de dezembro de 1985

2ª Assembleia Geral Extraordinária

Tema: “20º aniversário da conclusão do Concílio Vaticano II”. Bispos de várias partes do mundo se reuniram para retomar o Concílio Vaticano II, evento que marcou a história da Igreja e que, nessa ocasião, completava 20 anos.

 

1 de outubro de 1987 a 30 de outubro de 1987

7ª Assembleia Geral Ordinária

Tema: “A vocação e a missão dos leigos na Igreja e no mundo”. A Exortação Apostólica Pós-Sinodal Christifideles laici, escrita pelo Papa João Paulo II, foi publicada pouco mais de um ano depois, em 30 de dezembro de 1988.

 

30 de setembro de 1990 a 28 de outubro de 1990

8ª Assembleia Geral Ordinária

Tema: “A formação dos sacerdotes nas circunstâncias atuais”. O relator geral desse Sínodo foi o cardeal brasileiro Lucas Moreira Neves, O.P., então arcebispo de Salvador (BA). Em 25 de março de 1992 foi divulgada a Exortação Apostólica Pós-Sinodal Pastores Dabo Vobis, sobre a formação dos sacerdotes.

 

2 de outubro de 1994 a 9 de outubro de 1994

9ª Assembleia Geral Ordinária

Tema: “A vida consagrada e a sua missão na Igreja e no mundo”. O fruto desse Sínodo foi a Exortação Apostólica Pós-sinodal Vita Consecrata, do Papa João Paulo II, publicada em 25 de março de 1996.

 

30 de setembro de 2001 a 27 de outubro de 2001

10ª Assembleia Geral Ordinária

Tema: “O Bispo: Servidor do Evangelho de Jesus Cristo para a esperança do mundo”. Como documento final sobre o tema abordado nas reuniões, o Papa João Paulo II publicou, em 16 de outubro de 2003, a Exortação Apostólica Pós-sinodal Pastores Gregis.

 

2 de outubro de 2005 a 23 de outubro de 2005

11ª Assembleia Geral Ordinária

Tema: “A Eucaristia: fonte e ápice da vida e da missão da Igreja”. Essa foi a primeira assembleia sinodal do pontificado de Bento XVI, eleito Papa em 19 de abril de 2005, 17 dias após a morte de João Paulo II. Foi Bento XVI quem escreveu, então, a Exortação Apostólica Pós-sinodal Sacramentum Caritatis, documento publicado em 22 de fevereiro de 2007.

 

5 de outubro de 2008 a 26 de outubro de 2008

12ª Assembleia Geral Ordinária

Tema: “A Palavra de Deus na vida e na missão da Igreja”. Esta assembleia sinodal teve como um dos presidentes delegados um cardeal brasileiro: Dom Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo. O documento conclusivo escrito pelo então Papa Bento XVI, hoje Papa Emérito, foi a Exortação Apostólica Pós-sinodal Verbum Domini, publicada em 30 de setembro de 2010.

 

7 de outubro de 2012 a 28 de outubro de 2012

13ª Assembleia Geral Ordinária

Tema: “A nova evangelização para a transmissão da fé cristã”. Do Brasil, participaram cinco delegados da CNBB: Cardeal Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo (SP); Dom Geraldo Lyrio Rocha, arcebispo de Mariana (MG); Dom Sergio da Rocha, arcebispo de Brasília (DF); Dom Leonardo Ulrich Steiner, bispo auxiliar de Brasília e, nomeado pelo Papa, Dom Benedito Beni dos Santos, então bispo de Lorena (SP), hoje bispo emérito.

 

5 de outubro de 2014 a 19 de outubro de 2014

3ª Assembleia Geral Extraordinária

Tema: “Os desafios pastorais da família no contexto da evangelização”. Convocado pelo Papa Francisco, esta assembleia sinodal terá a participação de um casal brasileiro, Arturo e Hermelinda Zamperline. Esse foi o primeiro Sínodo realizado em duas etapas: a primeira em 2014 e a segunda em 2015, encerrando as discussões na 14ª Assembleia Geral Ordinária.

 

 4 de outubro de 2015 a 25 de outubro de 2015

14ª Assembleia Geral Ordinária

Tema: “A vocação e a missão da família na Igreja e no mundo contemporâneo”.  Representando o Brasil, participaram o então arcebispo de Aparecida (SP), Cardeal Raymundo Damasceno Assis, o arcebispo de São Paulo, Cardeal Odilo Pedro Scherer, Cardeal Orani João Tempesta, da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro e o bispo maronita da Catedral Nossa Senhora do Líbano, em São Paulo, Dom Edgard Amine Madi. Também participou um casal de leigos Arturo e Hermelinda Zamperline, responsáveis pelas Equipes de Nossa Senhora. Frei Antonio Moser, do ITF, compôs a Secretaria Especial do Sínodo. Em 19 de março de 2016, foi publicada a Exortação Apostólica Amoris Laetitia, sobre o amor na família.

 

3 de outubro de 2015 a 28 de outubro de 2018

15ª Assembleia Geral Ordinária

Tema: “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”. Do Brasil, participam: Dom Sérgio da Rocha, presidente da CNBB e Dom João Braz de Aviz, Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, Dom Vilsom Basso, SCI, bispo de Imperatriz; Dom Eduardo Pinheiro da Silva, SDB, Bispo de Jaboticabal; Dom Gilson Andrade da Silva, bispo titular de Noba, auxiliar de São Salvador da Bahia; Dom Jaime Spengler, arcebispo de Porto Alegre, do Padre Valdir José de Castro (como Superior Geral da Sociedade de São Paulo), Padre Alexandre Awi Mello, secretário do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida (membro de Nomeação Pontifícia) e o do Padre Alberto Vieira Alvez, como assistente da Secretaria Geral do Sínodo, além dos leigos Filipe Alvez Domingues, um dos colaboradores do Secretário Especial; Lucas Barboza Galhardo, como auditor e Cristiane Murray.