Vida CristãFrei AlmirArtigos › 16/09/2018

As abelhas

perolas_160918_1Uma vez, o servo de Deus Francisco, mandou erguer e certo monte uma pequena cabana na qual se entregou a rigorosíssima  penitência  durante quarenta dias. Transcorrido esse tempo, abandonou a cela, ficando esta na solidão do monte, sem ocupante que lhe sucedesse. Dentro, deixou apenas a bilha que utilizava para beber.  Quando mais tarde, movidas por devoção, algumas pessoas ali procuravam o Santo, encontraram a bilha cheia de abelhas. Com arte admirável nela fabricavam os alvéolos e o mel, símbolo da doçura que o Santo experimentara na contemplação de Deus.

Tomás de Celano
Vida segunda, n. 169