Vida CristãFrei AlmirO Sabor da Palavra › 13/09/2018

Amar de forma incondicional

23ª Semana do Tempo Comum

sabor_130918Lc 6, 27-38


“Amem os seus inimigos, e façam o bem aos que odeiam vocês” (Lc 6, 27)


Nesta quinta-feira, o evangelho nos apresenta uma exortação de Cristo, que nos convoca a vivermos no amor de Deus. Um amor que é incondicional, gratuito e desinteressado. A Igreja também nos provoca a fazermos memória da vida e dos exemplos de São João Crisóstomo, homem modesto e simples, inteiramente fiel a Nosso Senhor e devotado a Santíssima Eucaristia.

O amor, que não é simples sentimentalismo, mas compromisso e modo de vida, é sempre reflexo do amor que alguém me devota. Quando me sinto e me compreendo amado, correspondo com igual amor. Cristo, em sua exortação, nos chama a um amor maior e mais comprometido, que é capaz de fazer o bem a quem nos faz o mal, de amar quem nos odeia, de perdoar quem nos ofende.

Para vivenciarmos isso, devemos ter em mente que o amor de Jesus também é reflexo de alguém que O ama e que nos ama de igual forma, esse é o amor do Pai. Sentindo-me amado por Deus, abrindo-me a Ele, sou capaz de cumprir esse mandato de Cristo: “Amem os seus inimigos, e façam o bem aos que odeiam vocês” (Lc 6, 27)

Neste dia, busquemos nos abrir a Deus, reconhecer sua bondade e seu amor que se revela nas pequenas coisas: no ar que respiramos, em uma flor que desabrocha, no cantar de um pássaro. E sejamos gratos, procurando retribuir tal amor com uma vida devotada aos irmãos a exemplo de São João Crisóstomo.

Reflexão feita pelos noviços.