Vida CristãFrei AlmirO Sabor da Palavra › 10/09/2018

A maior lei é a prática do bem

23ª Semana do Tempo Comum

Lc 6,6-11 


“A Lei permite no sábado fazer o bem ou fazer o mal, salvar uma vida ou deixar que se perca?” (Lc 6, 9)


No Livro do Êxodo está escrito: “Lembra-te do dia de sábado”. E no Deuteronômio, lemos: “Guarda o dia de sábado”. Lembrar e guardar este dia de descanso, feito para se manter o equilíbrio nas relações com Deus e nas relações dentro da família. Dia em que devem ser evitadas as atividades profissionais e financeiras. Uma bela instituição, própria do judaísmo na antiguidade, quando o descanso dependia do empregador. Jesus era observado por escribas e fariseus porque ia na contramão dos costumes e das tradições. De fato, ele parece criar um pouco de desordem e irritar as autoridades.

As autoridades religiosas gostam que as leis sejam observadas para não terem o trabalho de considerar as exceções. Na carta aos Romanos, São Paulo critica os que descansam na Lei e ensinam os outros, mas não ensinam a si mesmos, que se gloriam na Lei e desonram a Deus pela transgressão da Lei. Jesus não foi contra o sábado nem contra nenhuma observância dos inúmeros preceitos judaicos. Ele só quis pôr as coisas no seu devido lugar.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas.