Vida CristãFrei AlmirO Sabor da Palavra › 12/08/2018

Evitar o veneno da murmuração

19º domingo do Tempo Comum

sabor_120818Jo 6,41-51


“Jesus respondeu: Parem de criticar. ” (Jo 6, 43)


Algo que está presente na sociedade desde os seus primórdios e que nos dias atuais tem uma força destrutiva muito grande é a murmuração. Ela, a murmuração, a fofoca, é o veneno sutil e quase silencioso que destrói a vida das pessoas.

No evangelho, Jesus repreende a murmuração dos judeus com relação a sua origem e a sua missão divina de ser o pão descido do céu, que para nós católicos é a Eucaristia, a comunhão com o próprio Cristo e o seu projeto de amor à humanidade.

Se Jesus não tivesse consciência da missão que Deus lhe enviou, certamente teria ficado desiludido, chateado ou nervoso, pois estava sofrendo preconceito por parte do seu próprio povo. Entretanto, o que Ele fez foi nos ensinar que para evitar o veneno da murmuração, devemos estar abertos ao Espírito de Deus e acolher os seus ensinamentos.

Reflexão feita pelos noviços