Vida CristãFrei AlmirO Sabor da Palavra › 04/08/2018

Um simples, escolhido por Deus

17ª semana do Tempo Comum

sabor_040818Mt 14,1-12


“É João Batista, que ressuscitou dos mortos.” (Mt 14, 2)


Hoje, 4 de agosto, celebramos o dia de São João Maria Vianney, padroeiro dos padres e dos párocos; a perfeita imagem do Cristo simples e humilde, homem de profunda oração. Diante de suas dificuldades nos estudos e de suas fraquezas, soube recorrer à misericórdia de Deus. E o Pai, que conhece os corações e ama os humildes, coroou sua vida de humildade e serviço com a glória da santidade.

Na liturgia deste sábado, o Evangelho narra a morte de João Batista, o precursor, que com seus atos e sua pregação soube preparar os caminhos do Senhor e revelar o rosto desse mesmo Senhor aos homens. Por isso, que no texto de hoje, Herodes chega ao ponto de dizer que Jesus era João ressuscitado dos mortos, pois João foi tão fiel à vontade do Pai, que se assemelhou dentro de suas limitações, ao Cristo por ele anunciado. Neste
Evangelho se nos apresenta o projeto de toda a doutrina cristã, o assemelhar-se com Cristo, tendo como exemplo os dois Joãos que a celebração de hoje faz memória, o primo de Jesus, João Batista e João Vianney, o Santo da humildade e da simplicidade.

Roguemos ao Senhor, para que através do exemplo e intercessão desses dois santos, nós possamos fazer o caminho do discipulado cristão, confiando-nos à misericórdia Divina e comprometendo-nos com a construção de um novo céu e uma nova terra. Paz e Bem!

Reflexão feita pelos noviços