A novidade arrebatadora do Evangelho de Cristo

Frei Augusto Luiz Gabriel

São Paulo (SP) – Realizou-se neste domingo, 3 de junho, o 4º dia da Trezena de Santo Antônio da Paróquia do Pari, em São Paulo (SP). O tema “Santo Antônio o Santo do Evangelho” norteou as reflexões do pregador Frei Clauzemir Makximovitz, que também foi o presidente da Celebração Eucarística das 18 horas.

Em sua homilia, o frade explicou que Santo Antônio é conhecido como o “Doutor do Evangelho”, e diz a tradição que se de uma hora para outra todas as Bíblias existentes fossem destruídas, ele seria capaz de reescrevê-las de cor. “Tamanha era a intimidade de Antônio com a Palavra de Deus. Suas pregações eram envolventes, e apontavam, tal qual seu testemunho de vida, para um Deus próximo de nós, um Deus que ama, que cuida, que participa de nossas vidas. Até nisso Antônio quis imitar a Jesus: quando o jovem de Nazaré falava às multidões, apresentava um Deus próximo a eles. Jesus não falava novidades ou proferia grandes tratados, mas falava de Deus de forma simplesde tal modo que o povo que o ouvia, compreendia e se sentia próximo de Deus. Essa é a grande novidade apontada por Jesus: Deus não é um ser distante e estranho às nossas vidas, mas alguém que ama, se importa e participa como nosso companheiro. Isso é Boa Nova. Isso é Evangelho!”, ensinou o pregador Frei Clauzemir.

trezena_pari_030618“Santo Antônio é chamado Santo do Evangelho porque procurou viver em sua vida essa novidade arrebatadora, de um Deus pelo qual vale a pena entregar tudo. Sua vida dava testemunho disso, daí sua santidade. E nossa vida, dá testemunho do quê? Nossas atitudes, escolhas, nossos posicionamentos, dão testemunho de um Deus amoroso e misericordioso no qual cremos? Ou o Evangelho ainda é estranho para nós, que nos dizemos cristãos?”, questionou o jovem frade.

E concluiu: “Se nós cremos num Deus presente, misericordioso e bondoso, como nos anuncia Jesus Cristo, nossa vida precisa ser de tal forma que quem olhe para nós perceba essa Boa Nova incrustada em nossas atitudes, dando sentido às nossas escolhas e sendo critério em nossos posicionamentos. Caso contrário, permanecemos estranhos ao Evangelho que dizemos conhecer e proclamar”, finalizou.

Como já é de costume, neste dia também foi realizada a “entrega da festa” aos organizadores. Ou seja, uma semana antes das festas externas começarem a acontecer, a comissão responsável foi chamada até o altar e recebeu uma bênção de envio da assembleia e do celebrante Frei Clauzemir, pelo o bom êxito da festa.

Neste dia 4 de junho, a Trezena acontecerá às 19 horas e terá o tema: “Santo Antônio o Santo da Humildade”.

CONFIRA MAIS IMAGENS DA CELEBRAÇÃO