Explicação do cartaz

Comunidades que se movimentam

As comunidades cristãs, a partir da fé em Jesus Cristo, esperam caminhar rumo a uma sociedade inclusiva e reconciliada. Esse caminhar não necessariamente é um “andar a pé”. Pode ser um “navegar” pela vida. Uma vida que também apresenta conflitos e desigualdades, intolerâncias e dominações.

As ondas revoltas representam os muitos conflitos e desigualdades que provocam deslocamentos não desejados. As mãos que se confundem com as ondas, representam as mãos de Deus que amparam, consolam e confortam a humanidade, em especial nas situações difíceis. As diversas comunidades estão representadas pelos barcos e pelas cores.

Nos barcos estão pessoas. Algumas navegam por opção. Outras, no entanto, são obrigadas a navegar em função das guerras e conflitos existentes em seus países. Muitas dessas pessoas caíram no tráfico humano. O comércio de escravos torna-se uma história presente também no século XXI.

O cartaz da SOUC 2018 foi elaborado por Mirian Reis.

O cartaz da SOUC 2018 foi elaborado por Mirian Reis.

No fundo uma luz que se abre

Todavia, a fé em Jesus Cristo remete-nos à esperança. Por isso, ao fundo, a luz está representada pela cruz. A luz que resplandece por detrás da cruz é o amor e a misericórdia.

A unidade e a libertação

Em destaque, observa-se um barco de cor marrom que enfrentou a tempestade. Esse barco já não está mais envolto às ondas. Ao contrário, ele navega tranquilamente sobre as ondas. Esta tranquilidade são os sinais do Reino que podemos experimentar aqui e agora sempre que as desigualdades, as injustiças, os preconceitos eo racismo forem
superados.

Fonte: Caderno Semana de Oração pela Unidade Cristã – Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC)