Vida CristãNotícias › 13/05/2018

Papa: “Ser sinais concretos e visíveis de esperança”

papa_130518

Cidade do Vaticano – A Ascensão do Senhor, que se celebra neste domingo (13/05) em muitas parte do mundo – no Brasil também -, “enquanto inaugura uma nova forma de presença de Jesus entre nós, pede-nos para termos olhos e coração para encontrá-lo, para servi-lo e testemunhá-lo aos outros. Trata-se de ser homens e mulheres da Ascensão, isto é, buscadores de Cristo ao longo dos caminhos do nosso tempo, levando a sua palavra de salvação até os confins da terra”. Foi o que disse o Papa Francisco na alocução que precedeu a oração do Regina Coeli neste 7º Domingo de Páscoa, Solenidade da Ascensão do Senhor.

“Neste caminho – continuou o Papa – nós encontramos o próprio Cristo nos irmãos, especialmente nos mais pobres, naqueles que sofrem em sua própria carne a dura mortificação da experiência de velhas e novas pobrezas”. A Ascensão nos exorta a olhar para o céu para, em seguida, dirigi-lo para a terra, realizando as tarefas que o Senhor ressuscitado nos confia.

O Santo Padre recordou em seguida que “como no início Cristo ressuscitado enviou seus apóstolos com a força do Espírito Santo, também hoje Ele nos envia, com a mesma força, para sermos sinais concretos e visíveis de esperança”. Parece realmente muito ousada a tarefa que Jesus confia a um pequeno grupo de homens simples e sem grandes habilidades intelectuais! No entanto,  – disse ainda Francisco – esta pequena companhia, irrelevante diante das grandes potências do mundo, é enviada para levar a mensagem de amor e de misericórdia de Jesus a todos os cantos da terra.

papa_130518_2Mas este projeto de Deus só pode ser realizado pelo poder que o próprio Deus concede aos apóstolos. Nesse sentido, Jesus assegura-lhes que sua missão será sustentada pelo Espírito Santo. “Assim, esta missão pôde se tornar realidade, e os apóstolos deram início a essa obra, que depois foi continuada por seus sucessores. A missão confiada por Jesus aos Apóstolos continuou ao longo dos séculos e continua até hoje: essa requer a colaboração de todos nós. De fato, cada um, em virtude do Batismo que recebeu, é capacitado a proclamar o Evangelho”.

O Papa concluiu pedindo à Virgem Maria que, como Mãe do Senhor que morreu e ressuscitou, animou a fé da primeira comunidade de discípulos, “ajude também a nós a manter “os nossos corações ao alto”, como nos exorta a fazer a Liturgia. E ao mesmo tempo nos ajude a ter “os pés no chão” e a semear com  coragem o Evangelho nas situações concretas da vida e da história”.

PAPA APLAUDE AS MÃES DE TODO O MUNDO

Por ocasião do Dia das Mães o Papa Francisco, na conclusão do Regina Coeli, convidou os fiéis presentes na Praça São Pedro a aplaudirem as mães: “Eu gostaria de cumprimentar todas as mães, agradecê-las pelo cuidado da família – disse Francisco. Recordo também as mães que nos olham do céu e continuam a nos cuidar com a oração. Rezemos pela nossa mãe celeste que hoje, 13 de maio, com o nome de Nossa Senhora de Fátima nos ajuda a prosseguir no nosso caminho”.

FONTE: Vaticans News