Vida CristãFrei AlmirO Sabor da Palavra › 11/04/2018

Deus não castiga. Salva.

2ª Semana da Páscoa

11Jo 3, 16-21


“Deus amou tanto o mundo que entregou o seu Filho Único, para que todo aquele que n’Ele crer não morra, mas tenha a vida eterna.” (Jo 3, 16)


Deus não enviou o seu Filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por Ele (Jo 3, 17). Há um consenso popular de que Deus flagela. Deus pune. Deus castiga aqueles que não seguem seus mandamentos.

Tal pensamento não poderia estar mais equivocado. Na leitura de hoje, São João nos mostra que Deus enviou seu Filho para salvar. Ora, o Filho não veio flagelar, punir, nem castigar, mas salvar e, se o Filho faz a vontade do Pai, quer dizer que o Pai salva e não castiga.

Observamos também que crer vai além de acreditar. Quem crê na palavra de Deus, acredita e, além disso, põe em prática, vive essa palavra. Devemos então crer e vivê-la mantendo a certeza de que Deus quer sempre o nosso bem e que qualquer dificuldade que passamos não significa que somos flagelados, punidos e castigados por Ele. Antes são consequências e acontecimentos da vida. Jesus suportou as consequências de suas ações. Não deveríamos fazer o mesmo? Paz e bem!

Reflexão feita pelos noviços