Vida CristãFrei AlmirO Sabor da Palavra › 09/03/2018

De todo o coração, de toda a tua alma

Tempo da Quaresma

sabor_090318Mc 12,28b-34


“Amar o próximo como a si mesmo é melhor do que todos os holocaustos e do que todos os sacrifícios”


No tempo em que vivemos perdemos o real significado do verbo “amar”. Confunde-se dizendo que amar é trazer um suposto bem estar, prazer ou satisfação de desejos, “estar junto” e etc. Podemos dizer que alguns desses aspectos fazem parte do “amar”, mas não é o seu verdadeiro significado, na verdade passa bem longe do que seria realmente amar.

No Evangelho de hoje, Jesus, no diálogo com o escriba, nos revela o seu real significado. Amar para “ser amar” de verdade precisa ser antes de tudo de todo coração. “De todo”, ou seja, inteiro. Quem ama não se preocupa no que o outro pensa, mas está em função de fazer o bem, agradar a Deus e ajudar, também, o outro nesse desafio. O Amor que Jesus fala que devemos ter para com Deus no Evangelho é de onde brota o amor ao próximo. É o mesmo Amor.

O escriba entende que amar é um grande desafio e por isso mesmo ele diz “que é maior que todos os holocaustos e sacrifícios”. Nós podemos ter um exemplo de como esse amor pode ser tão grande e forte: Jesus Crucificado. Por amor Ele se entregou, e esse sacrifício nos trouxe a vida. Somos chamados a fazer de nossa vida um “amar” enriquecendo a vida do irmão com esse Deus que é Amor.

Paz e Bem!

Reflexão feita pelos noviços.