Cultura franciscanaLiteratura religiosa e cultural

O Encanto da Vida – Elementos de Espiritualidade Franciscana

De acordo com os pensadores franciscanos, a realidade enquanto conjunto da existência não é o efeito de uma causa, maior e indeterminada, mas é um volitum, quer dizer, é fruto de um querer que transpira bondade e amor. Isto significa que, na origem, as coisas que existem provêm de uma fonte que é pura bondade. Para Francisco este é um princípio tranqüilo e indiscutível, por isso vivia agradecendo tudo Àquele que é todo Bem e que é pura Bondade (cf. RnB 23).

Os seus seguidores, que tentaram organizar o franciscanismo em clave de pensamento, afirmam como princípio fundamental que o sumo Bem não pensou no ser humano e nas criaturas porque são bons e amáveis, mas o ser humano e as criaturas são bons e amáveis enquanto e porque a suma Bondade os ama. A partir disso, a tarefa do franciscano pensador é mostrar que os entes são epifania de um orginário amor gratuito.

A preocupação contínua desses seguidores de Francisco é tratar de desvelar que sabedoria, que plano, que amor cada um dos entes e dos acontecimentos ocultam em si mesmos. Por isso, eles não se contentam em ser cronistas frios do que acontece a seu redor, mas conjugando imaginação criativa, realismo histórico e otimismo imperturbável tentarão desvendar o projeto de amor que acontece na história.

Coleção Estudos Franciscanos
Autor: Frei Orlando Bernardi, ofm
Editora Universitária São Francisco
Bragança Paulista – 2005 – 176 páginas